01/09/2020 10h01

94% das mortes com Covid-19 tinham outras doenças envolvidas, segundo relatório dos EUA

O Brasil se mantém em primeiro lugar no ranking de recuperados do Coronavírus

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Fonte: Guiame  (Foto: Agência EFE)

Fonte: Guiame (Foto: Agência EFE)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Apenas 6% das mortes por coronavírus nos Estados Unidos mencionam Covid-19 como a única causa, enquanto os restantes 94% das mortes de pessoas infectadas pelo vírus também tiveram outras “condições de saúde e causas contribuintes”, de acordo com novos dados divulgados pelos Centros de Controle e prevenção de doenças.

 

“Para 6% das mortes, Covid-19 foi a única causa mencionada”, diz o relatório do Centro de Controle de Doenças (CDC). Isso dá 9.683 mortes.

 

As principais condições que contribuem para mortes, envolvendo a doença do coronavírus incluem gripe e pneumonia, insuficiência respiratória, doença hipertensiva, diabetes, demência vascular e não especificada, parada cardíaca, insuficiência cardíaca, insuficiência renal, lesão intencional e não intencional e envenenamento, mostra o relatório.

 

Os números divulgados pelo CDC são baseados em “contagens provisórias de mortes”, e a agência diz que é mais confiável “fornecer a imagem mais completa e precisa de vidas perdidas para a Covid-19”.

 

O relatório explica que “eles se baseiam em atestados de óbito, que são a fonte de dados mais confiável e contêm informações não disponíveis em nenhum outro lugar, incluindo comorbidades, raça e etnia e local de morte”.

 

O CDC define comorbidade como ter “mais de uma doença ou condição … presentes na mesma pessoa ao mesmo tempo”.

 

“As condições descritas como comorbidades costumam ser crônicas ou de longo prazo. Outros nomes para descrever condições comórbidas são condições coexistentes ou co-ocorrentes e, às vezes, também ‘multimorbidade’ ou ‘múltiplas condições crônicas’”, explicou.

 

O número total de mortes por coronavírus no país era de 182.149 na manhã de segunda-feira, de acordo com o CDC, cujos dados mostram que a contagem mais recente de casos confirmados está em quase 6 milhões.

 

O número total de mortes por coronavírus no país era de 182.149 na manhã de segunda-feira, de acordo com o CDC, cujos dados mostram que a contagem mais recente de casos confirmados está em quase 6 milhões.

 

Os dados do ‘The COVID Tracking Project’ mostram que a média atual de sete dias de cerca de 41.000 novos casos é inferior aos quase 67.000 novos casos “por dia” durante o pico em julho. Mas o número de casos está crescendo no Centro-Oeste.

 

Globalmente, há 25,2 milhões de casos confirmados do novo coronavírus com 846.448 mortes, de acordo com o Centro de Recursos do Coronavírus da Universidade Johns Hopkins.

 

Os Estados Unidos têm o maior número de casos confirmados de COVID-19 no mundo, seguido pelo Brasil com 3.862.311 casos, Índia com 3.621.245 casos e Rússia com 987.470 casos.

 

Recuperados

 

Porém, o grande número de recuperados da doença também é um fator que tem de ser levado em conta, já que ultrapassou 16,6 milhões em todo o mundo. Além disso, em muitos países, como o Brasil, ele se aproxima cada vez mais do número total de casos de infecção e se afasta cada vez mais do número de mortes.

 

Enquanto registra 3.237.615 de recuperados, o Brasil está com 3.862.311 de casos acumulados, 709.857 pessoas em acompanhamento e 120.828 óbitos confirmados. O número de casos diários atualmente no país é de 366.

 

O Brasil se mantém em primeiro lugar no ranking de recuperados do Coronavírus.

 

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

PUBLICIDADE
Anderle Telhas e Acessórios