Rui Car
27/01/2022 10h30

Cantora gospel Ludmila Ferber morre aos 56 anos

Ludmila lutava contra câncer de pulmão com metástase no fígado e ossos desde 2018

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Delta Ativa

O mundo gospel se despediu na noite desta quarta-feira (26), da cantora Ludmila Ferber que morreu aos 56 anos em decorrência de um câncer no pulmão com metástases no fígado e nos ossos.

 

A pastora lutava contra a doença desde 2018 e começou na semana passada o quinto tratamento contra o câncer em um hospital de São Paulo. Uma das músicas mais conhecidas “em tempos de guerra”, foi a oração de Ludmila por todos estes anos de luta contra a doença.

 

Em tempos de guerra, nunca pare de lutar. Hoje estou entrando num momento único e surpreendente da minha vida: o tratamento de quimioterapia”, postou a cantora em 2018.

 

Ludmila deixa o marido José Antônio Lino, com quem era casada desde 1987 e três filhas: Daniela, Ana e Vanessa.

 

Homenagens

 

Ludmila é um dos nomes mais conhecidos no meio gospel, a cantora integrou o grupo Koinonya com quem gravou 8 discos, Ludmila seguia em carreira solo desde 1996 e lançou mais 13 discos sozinha.

 

Ela ainda tem shows ao vivo gravados e participações especiais nas gravações no grupo Diante do Trono com Ana Paula Valadão. Nas redes sociais, cantores e pastores conhecidos no meio gospel lamentaram a morte de Ludmila.

 

Aline Barros destacou a força e garra de Ludmila, além do legado que a pastora deixou para os evangélicos brasileiros.

 

Nivea Soares também prestou homenagens à cantora, demonstrando a tristeza deste momento. “Ela foi para os braços do Amado”, escreveu a cantora.

 

 

A cantora Cassiane, que gravou duas canções com a pastora também prestou homenagens. “Não fomos feitos para separações”.

 

 

 
Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios