Rui Car
30/11/2022 10h52 - Atualizado em 01/12/2022 15h18

Cinco lições que os jogos da Copa do Mundo podem passar para as crianças

Especialista explica que os comportamentos dentro do gramado podem servir de exemplo para os pequenos

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Delta Ativa

A Copa do Mundo do Catar tem despertado fortes sentimentos em todo mundo que ama futebol. A euforia, que já acontece com os adultos, também mexe muito com as crianças que estão torcendo pelo Brasil. Além disso, as escolas costumam promover essa tradicional festa com toda a emoção e o envolvimento dos pequenos. É por lá que dá para aproveitar o campeonato e ensiná-los alguns comportamentos parecidos aos de dentro do gramado.

 

Para isso, Miriam Dantas, coordenadora pedagógica da Mind Lab, empresa que visa mudar a realidade socioeconômica e educacional do Brasil, incluindo a abordagem socioemocional no dia a dia das escolas, dá dicas de como trabalhar tais ensinamentos. Confira!

 

1. Trabalho em equipe

 

Copa é o exemplo real de como é necessário saber trabalhar em equipe. O goleiro não ganha se o artilheiro não fizer o gol, e o artilheiro não ganha se o goleiro não defender a bola. Ou seja, no campo ou na escola, saber trabalhar em grupo é mais que preciso. Portanto, ensinar as crianças sobre compartilhar e retribuir é o primeiro passo para tornar isso recorrente entre os alunos.

 

2. Entender as competências de cada um

 

Esse ponto se completa com a dica anterior. Assim que os pequenos começarem a entender a importância do trabalho em grupo, as habilidades de enxergar as competências dos colegas também farão parte do cotidiano. Para ter um bom trabalho em grupo, todos precisam colaborar, cada um com sua criatividade e seu desempenho.

 

3. Disciplina

 

Com toda certeza, os atletas convocados para os jogos não conquistaram esse lugar com pouca disciplina; muito pelo contrário, tiveram que estudar, treinar e confiar neles para conquistar esse lugar. Logo, ensinar as crianças sobre a importância da disciplina a partir dos exemplos dos jogadores da Copa é um ótimo incentivo.

 

4. Sentimentos de derrota e ansiedade

 

Esse ponto é superimportante, uma ótima lição para refletirmos sobre a Copa com os pequenos. Ensiná-los sobre os próprios sentimentos está entre as etapas mais importantes da vida, visto que é preciso lidar com isso também na rotina. “Investir em estratégias de ensino de habilidades socioemocionais é uma boa alternativa para os pequenos”, argumenta Miriam.

 

5. Lutar pelos seus sonhos

 

Por fim, mas não menos importante, compartilhar a histórias dos jogadores para as crianças é resgatar a esperança dos sonhos de cada um. Então, aconselha-se que os professores tragam isso à sala de aula. “A criança tem a inocência e a leveza de sonhar grande, então deixe-as”, conclui.

 

Miriam ainda reforça que a Copa também pode ser exemplo na aprendizagem dos estudos, como nas aulas de Geografia, ensinando sobre a cultura e os procedimentos que os atletas precisam fazer para estar no Catar. Em inglês, ter a referência que é uma língua utilizada mundialmente, assim como na Copa, pode despertar mais interesse dos alunos em aprender e conquistar esse sonho.

 

Fonte: Grazieli Binkowski / Portal EdiCase / NSC Total
Anuncie Aqui