29/09/2021 09h43

Conheça a Roda de Santa Catarina, a tortura mais cruel da história

Arqueólogos ficaram impressionados com marcas de tortura no esqueleto que encontraram na Itália, que comprovam dados históricos

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Arqueólogos encontraram um esqueleto perto da Catedral e Milão, na Itália. O artigo com a descoberta foi publicado no “Journal of Archaeological Science” por cientistas da Università deli Studi di Milano. É um material impressionante, pois representa um dos casos de tortura mais cruel até então encontrados. O esqueleto, ao que tudo indica, pertenceu a um condenado.

 

Arqueólogos encontraram ossada de jovem torturado na Roda de Santa Catarina – Foto: Reprodução

Arqueólogos encontraram ossada de jovem torturado na Roda de Santa Catarina (Foto: Reprodução)

Seria um jovem, entre 17 e 20 anos, cujo corpo foi estilhaçado até a morte em uma espécie de roda. Ela era utilizada na Idade Média com intuito de punir criminosos ou quem desacatasse à igreja.

 

Essa ferramenta de tortura se chamava “Roda de Santa Catarina”, feita em madeira onde os acusados ficavam presos. Ela girava a fim de quebrar os ossos do torturado, sendo o número de vezes definido por um tribunal. Às vezes a vítima caía sobre objetos pontiagudos e tinha seus membros quebrados enfiados nos raios das rodas para que a tortura pudesse continuar. Em alguns casos, a roda girava sobe uma fogueira.

 
Anotações mostram como era cruel a tortura na Roda de Santa Catarina – Foto: Reprodução

Anotações mostram como era cruel a tortura na Roda de Santa Catarina (Foto: Reprodução)

O esqueleto encontrado foi uma das vítimas da Roda de Santa Catarina. Testes radioquímicos indicam que o jovem viveu entre os anos de 1290 e 1430. Ele teve ossos dos braços e das pernas estilhaçados, uniformemente,  entre outros ‘castigos’. Fivelas encontradas ao lado do esqueleto ligam o esqueleto ao uso da roda. São raros os achados com vítimas desse tipo de instrumento. Esse de Milão se torna emblemático por seu estado de conservação e pelo volume de material coletado.

 

Santa Catarina e a roda

 

A roda ganhou o nome Santa Catarina por razões históricas. De acordo com relato religioso, a princesa Catarina era filha do rei Costus, governador de Alexandria. Ela era pagã, mas tornou-se Cristã após a morte do pai, passando a morar em Cilícia. Sua fama como pregadora chego ao rei Maxêncio, de Alexandria, que exigiu a renúncia de Catarina ao Cristianismo.

 

Ela afrontou a vontade de Maxêncio e acabou condenada à tortura na roda, até então instrumento conhecido simplesmente por esse nome. Um milagre fez com que a roda se partisse e Catarina sobreviveu. Enfrentou longo martírio, até que fosse finalmente decapitada. O milagre da roda batizou o instrumento, por mais paradoxal que possa parecer.


FONTE: ND+

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE.
PUBLICIDADE
Anderle Telhas e Acessórios