Rui Car
03/11/2021 10h49 - Atualizado em 03/11/2021 10h50

iFood hackeado? Restaurantes aparecem com nomes trocados: “Lula Ladrão”

Segundo nota divulgada pela assessoria da empresa, cerca de 6% dos estabelecimentos foram afetados

Assistência Familiar Alto Vale
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

O iFood, app de delivery, teria sido hackeado nesta noite de terça-feira (02). “Petista Comunista”, “Vacina mata” e “Lula ladrão” foram alguns dos nomes que substituíram as marcas dos estabelecimentos conveniados.

 

Segundo nota divulgada pela assessoria da empresa, cerca de 6% dos estabelecimentos foram afetados e todas as medidas para sanar o problema e proteger dados foram tomadas.

 

O aplicativo apresentou instabilidade depois do ocorrido.

 

Confira:

 

 

Pelas redes sociais, o iFood divulgou nota sobre o ocorrido

 

Cibercrimes: Brasil é o 5º país mais afetado por ataques no mundo

 

Segundo pesquisa da Check Point, dados globais alertam para o aumento dos ataques cibernéticos. Há 40% mais violações a dados de organizações neste ano em comparação ao ano passado. O Brasil também sofre com essa realidade, é o quinto país mais afetado do mundo. Recentemente, grandes empresas privadas, como Renner, Porto Seguro, JBS e CVC, foram vítimas de cibercrimes. A área do ambiente digital que atua na prevenção dos ataques, na mitigação de danos e na recuperação de dados traz um aviso sobre a importância da prevenção digital.

Fonte: SCC10
Anderle Telhas e Acessórios