Rui Car
15/06/2022 15h51

Internet Explorer será encerrado depois de 27 anos

Microsoft orienta usuários a baixar o navegador Edge que sucede aplicação web criada em 1995

Assistência Familiar Alto Vale
Foto:  Reprodução / Microsoft

Foto: Reprodução / Microsoft

Delta Ativa

Após 27 anos, a Microsoft encerra o ciclo de um dos navegadores-símbolo que fizerem história da internet. A partir desta quarta-feira (15), o navegador Internet Explorer terá seu suporte encerrado e será desativado.

 

Agora, os usuários do sistema operacional Windows terão de utilizar o navegador Microsoft Edge. O fim já era esperado, a Microsoft tinha feito o anúncio do encerramento do suporte do “IE” em maio do ano passado. A decisão foi planejada.

 

Com isso, os usuários que acessarem o atalho do Internet Explorer 11 no computador, serão redirecionados para o site do Microsoft Edge e serão convidados a baixar o novo navegador.

 

Para a empresa de tecnologia de Redmond, o Edge representa o ‘futuro da internet’, com promessa de navegação mais ágil, segura e moderna.

 

 

Aos poucos a empresa vem suspendendo o suporte do Internet Explorer aos sistemas e aplicativos da Microsoft. Como em 2021, quando a empresa suspendeu o suporte para os aplicativos Microsoft 365.

 

Para não causar grandes transtornos aos usuários, a Microsoft vem fazendo uma transição tranquila, sincronizando os serviços do IE ao Edge.

 

IE chegou a dominar 90% do mercado de navegadores web

 

Primeira versão do navegador foi lançada em 1995 (Foto: Reprodução / Microsoft)

Conhecido também por Microsoft Internet Explorer e Windows Internet Explorer, o IE foi lançado em 16 de agosto de 1995 como parte do pacote de aplicativos do sistema operacional Windows 95. 

 

O IE superou o seu principal concorrente na época, o Netscape Navigator, que dominava a liderança de uso de navegadores na década de 1990, e foi um dos navegadores de internet mais utilizados no mundo, chegando a 95% da fatia de mercado entre os anos de 2002 e 2003.

 

Em 1999, a Microsoft teve mais de 1000 pessoas dedicadas ao desenvolvimento do sistema, com custo anual de US$ 100 milhões.

 

Primeira e última versão do logo do navegador Internet Explorer que teve 11 versões (Foto: Reprodução / Microsoft)

O navegador foi perdendo espaço para o Google Chrome, que foi criado em 2008. Mostrando mais eficiência de uso na web, o Internet Explorer foi sendo deixado de lado e, com a popularidade dos sistemas operacionais mobile iOS e Android, que não têm o navegador da Microsoft instalado de forma nativa, foi perdendo a preferência do consumidor. 

 

Entre 1995 e 2022 foram desenvolvidas 11 versões para o Windows e 5 para o sistema operacional da Apple, Mac.

 

Substituto usa base do navegador Google Chrome

 

O Edge foi anunciado pela Microsoft em 21 de janeiro de 2015, substituindo o IE como navegador padrão do Windows 10. O navegador é baseado na estrutura do Chromium, código-fonte do Google, que tem interface de navegação simples, personalizável e com muitos recursos — a mesma base do navegador Google Chrome.

 

Fonte: SBT News / Via: SCC10
Anderle Telhas e Acessórios