Rui Car
02/03/2022 15h30

Mistério de quase 100 anos envolvendo faraó do Egito está prestes a ser solucionado

Cientistas descobriram de onde vem material usado para fabricar adaga encontrada com múmia de Tutancâmon

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Flickr  /Reprodução

Foto: Flickr /Reprodução

Delta Ativa

Um mistério prestes a completar um século pode estar mais perto do que nunca de ser resolvido. A adaga encontrada com a múmia do faraó egípcio Tutancâmon intriga historiadores desde quando foi encontrada, em 1925. Isso porque o objeto, fabricado com ferro, é datado de uma época onde não existem outros registros da utilização do material pelos egípcios.

 

Cientistas acreditam que o metal usado na fabricação da arma pode ter vindo o espaço, conforme a publicação feita no The Mirror.

 

Encontrado junto à múmia do jovem faraó, o objeto não possuía indícios de ferrugem e intrigou historiadores, já que os egípcios só começaram a trabalhar com ferro 500 anos depois da morte de Tutancâmon.

 

Material da adaga teria vindo do espaço – Foto: Reproduçao/ND

Material da adaga teria vindo do espaço (Foto: Reprodução)

Estudos feitos pelo Instituto de Tecnologia de Chiba apontam que o material para fabricar a adaga pode ter sido retirado de um meteorito. O material possui uma alta concentração de níquel, característico do ferro encontrado em meteoritos.

 

O meteoro que teria dado origem a adaga teria caído na região de Alexandria, e teria as mesmas características do ferro da arma.

 

Ainda há mistérios envolvendo a adaga, como quem forjou a arma, se foi Tutancâmon ou se ele a herdou de seus pais. Mesmo assim, segundo os estudos, o objeto mostram o domínio do trabalho com ferro já na época.

 

Fonte: ND+
Anuncie Aqui