Rui Car
20/01/2022 15h05

“O Vaticano está perdendo o maior país católico do mundo”, afirma demógrafo brasileiro

Pesquisas demonstram queda do catolicismo em toda América Latina

Assistência Familiar Alto Vale
Católico segura terço: por ser dominante entre os idosos, enquanto os evangélicos ganham força entre jovens, o catolicismo deve continuar a perder fiéis nos próximos anos (Foto: AFP)

Católico segura terço: por ser dominante entre os idosos, enquanto os evangélicos ganham força entre jovens, o catolicismo deve continuar a perder fiéis nos próximos anos (Foto: AFP)

Delta Ativa

Especialistas avaliam que o Brasil deixará de ter maioria católica ainda este ano, já que a religião continua tendo um forte declínio no país e em toda a América Latina.

 

De acordo com Francis X. Rocca, Luciana Magalhães e Samantha Person, três jornalistas do Wall Street Journal, a proporção apontada pelo Datafolha já demonstra que o percentual de católicos é cada vez menor.

 

No The Tablet, a avaliação é de que a proporção de católicos no Brasil correspondia a 51%, enquanto o percentual de evangélicos cresceu para 31%, mas essa pequena maioria está prestes a desaparecer.

 

O Vaticano está perdendo o maior país católico do mundo – é uma perda enorme, irreversível”, disse José Eustáquio Diniz Alves, um demógrafo brasileiro e ex-professor da agência nacional de estatísticas.

 

Sete países da região – Uruguai, República Dominicana e cinco na América Central – tinham a maioria de não-católicos em 2018, de acordo com uma pesquisa do Latinobarómetro, um instituto de pesquisa com sede no Chile.

 

A América Latina e o Caribe abrigam 41% dos católicos do mundo, segundo o Vaticano. As estimativas de quantos latino-americanos permanecem católicos variam, mas todos os lados concordam que as porcentagens estão caindo.

 

Entre 1970 e 2020, o número de pentecostais no Brasil cresceu de 6,8 milhões para 46,7 milhões, segundo o World Christian Database.

Fonte: Gospel Prime
Anderle Telhas e Acessórios