Rui Car
02/01/2023 16h22

Resistência: conheça a dramática história da cadela que roubou a cena na posse de Lula

Resistência era uma cadela em situação de rua e foi adotada por Lula e Janja em 2018

Assistência Familiar Alto Vale
Fotos: Redes Sociais / Reprodução

Fotos: Redes Sociais / Reprodução

Delta Ativa

Na posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aconteceu no domingo (1º), uma vira-lata roubou a cena durante à cerimônia no Palácio do Planalto. A Resistência era uma cadela em situação de rua e foi adotada por Lula e Janja em 2018.

 

Um relato de Lula conta que a cadela foi acolhida em Curitiba por dois metalúrgicos. Ela era somente uma filhote, estava assustada e percorria as ruas que cercavam a Superintendência da Polícia Federal.

 

Com o acolhimento dos homens, a cadela tornou-se um pet comunitário do Acampamento Lula Livre: “sem saber quantos dias permaneceriam ali, decidiram o futuro da pequena mascote. Ela voltaria com Lula livre para São Bernardo do Campo”, conta o presidente.

 

Após certo tempo no movimento, Resistência foi acolhida pela então namorada do presidente, agora esposa, Janja da Silva. Ela foi adotada pelo casal e, depois de quase dois anos, a vira-lata finalmente conheceu o seu tutor e atual presidência da República.

 

No domingo, a vira-lata subiu a rampa do Palácio do Planalto com Lula, Janja e mais oito representantes que passaram a faixa para o presidente. A cadela encantou as redes sociais e gerou diversas publicações. Em um post, um internauta escreveu: “a cachorrinha Resistência ficou morando 580 dias no acampamento Lula Livre, foi adotada pela Janja e agora vai morar no Palácio da Alvorada. É a volta por cima dos vira-latas”.

 

Veja mais publicações:

 

 

 

 

Fonte: Vitória Farinha / SCC10
Anuncie Aqui