Rui Car
22/08/2022 09h51

“Som de buraco negro” no espaço é divulgado pela NASA; confira

Segundo a agência espacial, um aglomerado de galáxias possui tanto gás que é possível ter o som real

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Reprodução / NASA / Twitter

Foto: Reprodução / NASA / Twitter

Delta Ativa

A NASA(Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço) divulgou neste domingo (21) o som de um buraco negro no espaço disponível para ouvidos humanos.

 

De acordo com a agência espacial, “o equívoco de que não há som no espaço se origina porque a maior parte do espaço é um vácuo, não fornecendo nenhuma maneira para as ondas sonoras viajarem”. As informações são do site Mashable.

 

Ainda segundo a NASA, um aglomerado de galáxias possui tanto gás que foi possível captar o som real. “Aqui é amplificado e misturado com outros dados, para ouvir um buraco negro”, explicou em uma rede social.

 

 

Esse aglomerado de galáxias possível de se “ouvir” é Perseu, segundo dados do Observatório de Raios-X Chandra da NASA. A gravação foi lançada em maio para a Semana do Buraco Negro da Nasa.

 

De acordo com a agência espacial, “os astrônomos descobriram que ondas de pressão enviadas pelo buraco negro causavam ondulações no gás quente causado do aglomerado que poderiam ser traduzidas em uma nota – uma que os humanos não conseguem ouvir”.

 

A NASA tem uma sonificação do buraco negro localizado a cerca de 54 milhões de anos-luz de distância no centro da Galáxia Messier 87. A faixa usa dados capturados de vários telescópios – o Observatório de raios-X Chandra, o Telescópio Espacial Hubble da NASA e o Atacama Large Millimeter Array (ALMA) no Chile e mapeia os comprimentos de onda para uma gama diferente de sons audíveis.

 

Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios