02/09/2021 15h15 - Atualizado em 02/09/2021 15h19

Você sabe qual é o alimento que diminui a expectativa de vida de uma pessoa em 36 minutos?

Resultado foi obtido através de um cálculo que cada 1 grama de alimento processado leva 0,45 minutos de vida

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

PUBLICIDADE
Delta Ativa

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP

CLIQUE AQUI

 

Um novo estudo foi publicado na revista científica Nature Food e ele aponta que cada salsicha consumida encurta a vida em 36 minutos. O resultado foi obtido através de um cálculo que cada 1 grama de alimento processado leva 0,45 minutos de vida. Os pesquisadores relatam que existem outros alimentos capazes de proporcionar longevidade, como por exemplo, as castanhas, estas acrescentam 26 minutos à vida de quem tem o costume de consumi-las.

 

Como foi feita a pesquisa?

 

Os pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, estudaram quase 6 mil alimentos para criar o ‘’Index’’, ou seja, um livro ou um guia de Saúde Nutricional. O objetivo é para alcançar aqueles indivíduos que querem aumentar a expectativa de vida, ou seja, viver mais e com qualidade. A dica dos cientistas é substituir 10% da quantidade diária de calorias ingeridas de carnes ou processados por vegetais, frutas e castanhas. Toda vez que a “dica” é seguida, são acrescentados 48 minutos à vida.

 

Setembro Verde

 

No mês de setembro são feitas várias campanhas sociais que servem de alerta para a população e uma delas é o setembro verde que se refere à prevenção ao câncer de intestino (cólon e reto). A campanha de prevenção ao câncer de intestino foi idealizada pela Sociedade Catarinense de Coloproctologia (SCCP/ABRAPRECI/SBCP), com o objetivo de orientar a população sobre a existência da doença, de chamar atenção para a importância da detecção precoce e de lembrar a importância da realização dos exames preventivos.

 

De acordo com Nadja Nóbrega da Assessoria de Política de Prevenção e Controle do Câncer (Asccan) da Secretaria de Saúde, explica que “o câncer colorretal, se for rastreado precocemente pode mudar a vida do paciente. Apesar de ter uma incidência alta, ele pode ser evitável e curável quando o diagnóstico é feito na fase inicial, pois a grande maioria dos casos surge de uma lesão benigna“.

 

Riscos

 

Os principais fatores de risco relacionados ao câncer de intestino são:

 

  •  – Ter idade igual ou acima de 50;
  •  – Estar acima do peso;
  •  – Ter histórico familiar ou pessoal de câncer de intestino, ovário, mama ou útero;
  •  – Manter uma alimentação pobre em vegetais e alimentos fontes de fibras;
  •  – Consumir rotineiramente carnes processadas, como salsicha, mortadela, presunto, bacon, peito de peru, salame, etc;
  •  – Comer mais de 500 gramas de carne vermelha por semana;
  •  – Fumar e/ou abusar de bebidas alcoólicas.

 

Prevenção

 

Com a adesão de uma vida mais saudável é possível evitar o desenvolvimento da doença. A manutenção do peso corporal adequado, a prática de atividade física, assim como uma melhor alimentação são fundamentais para a prevenção do câncer de intestino.

 

Uma alimentação saudável é composta, principalmente, por alimentos ‘’in natura’’ e o mínimo de processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes. Esse padrão de alimentação é rico em fibras e, além de promover o bom funcionamento do intestino, também ajuda no controle do peso corporal.

 

Se liga aí!

 

Pratique atividade física, mantenha o peso dentro dos limites da normalidade e siga uma alimentação saudável, são dicas importantes para a prevenção do câncer.


POR: VANESSA CRUZ – SCC10

SIGA AS REDES SOCIAIS DA RÁDIO EDUCADORA: INSTAGRAMFACEBOOK YOUTUBE.
PUBLICIDADE
Anderle Telhas e Acessórios