Rui Car
12/09/2022 11h07

Avaí só empata, chega ao 9º jogo sem vencer e ouve vaias na Ressacada

Partida contra o Athletico-PR terminou no 1 a 1

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Frederico Tadeu / Avaí

Foto: Frederico Tadeu / Avaí

Delta Ativa

Avaí até tentou mas não passou de um empate com o Athletico-PR, na manhã deste domingo (11), em Florianópolis. O Leão da Ilha saiu na frente mas, como sempre, tomou o empate e não teve forças para reagir.

 

O Leão da Ilha chegou ao seu 9º jogo sem vencer, vai para mais uma rodada no Z4 e o técnico Eduardo Barroca balança no cargo.

 

Com o resultado o Avaí chegou aos 25 pontos, estacionou na 18ª colocação e pode ver os concorrentes abrirem distância.

 

O Athletico, finalista da Libertadores, celebrou o ponto conquistado, fora de casa, com um a menos durante o segundo tempo. O time de Scolari é 6º colocado com 43 pontos.

 

História do jogo

 

Avaí e Athletico-PR, embora separados por pouco mais de 300 km geograficamente, vivem momentos infinitamente opostos.

 

Ao passo que o time da casa carrega um peso de oito jogos desde sua última vitória, presença na zona do rebaixamento, os visitantes chegam com a credencial de finalistas da Copa Libertadores.

 

A tabela de classificação também faz uma menção ao momento de oposição entre as equipes. O Furacão do Paraná soma quase 20 pontos mais que o Avaí, com seus 24 contabilizados até aqui.

 

O jogo

 

Com a bola rolando o Eduardo Barroca, motivado por uma suposta reunião de ultimato realizada no estádio da Ressacada, adotou uma escalação mais conservadora.

 

O começo do jogo, também pelas circunstâncias, deram ao Avaí as principais chances. Foi com apenas uma, no entanto, que o time do experiente Luiz Felipe Scolari assustou 90% dos presentes na Ressacada em lance incrível desperdiçado pelo atacante Pablo.

 

O gol

 

O Avaí chegou ao seu gol com o melhor jogador da primeira etapa: Willian Pottker aproveitou um chute cruzado de Natanael, outra grata surpresa, e colocou a cabeça na bola num pisto de peixinho com bloqueio. Eram 21′ jogados quando o estádio explodiu com o tento de Pottker.

 

Segundo tempo frenético

 

O cronômetro não tinha dado a primeira volta do segundo tempo quando uma falta foi assinalada para o Avaí. O minuto seguinte, com a bola roubada pelos paranaenses, um lindo gol.

 

Terans, em seu primeiro toque na bola, carregou ela e, com dois toques, acertou um “pombo sem asa” sem a menor chance para o goleiro Glédson, o eleito da manhã ensolarada de futebol no Sul da Ilha.

 

Aos 5′, mais um ingrediente inesperado na partida. Vitinho fez falta dura e, ao tomar o segundo amarelo, foi expulo.

 

O fato de jogar com um a mais, no entanto, não teve um efeito prático no futebol do Avaí. Prova disso é que o time de Barroca, com 30′ rodados, não contabilizara uma finalização a mais.

 

Próxima parada

 

A 27ª rodada da Série A terá o Avaí, na abertura dela, em jogo contra o Atlético-MG, às 16h30, no sábado (17).

 

Já o Athletico-PR joga no domingo, às 19h, em Curitiba (PR), contra o Cuiabá, na Arena da Baixada.

 

FICHA TÉCNICA

 

Avaí: Glédson; Renato (Thales), Raniele, Vaz (Muriqui) e Cortez; Sarará (Jean Pyerre), Bruno Silva (Eduardo) e Galdezani (Nathan); Pottker, Guerrero e Natanael. Técnico: Eduardo Barroca.

 

Athletico-PR: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinícius (Pedrinho); Hugo Moura (Erick), Fernandinho (Terans) e Alex Santana; Vitinho, Canobbio (Rômulo) e Pablo (Cuello). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

 

Gol: Pottker (21/1T); Terans (2/2T)

 

Cartões amarelos: Rafael Vaz, Galdezani, Jean Pyerre (AVA); Fernandinho (2x), Vitinho (CAP).

 

Cartão vermelho: Vitinho (CAP)

 

Arbitragem: Paulo Cezar Zanovelli da Silva (MG); auxiliado por Celso Luiz da Silva (MG) e Fernanda Gomes Antunes (FIFA/MG). O VAR será operado por Igor Julio Benevenuto de Oliveira (FIFA/VAR/MG).

 

Local: estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC). Data: 11/09/2022.

 

Público: 9.397 pessoas para uma renda: R$ 275.890,00

 

Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios