Rui Car
10/09/2022 09h07

Brusque perde para o lanterna e soma pontuação de Z4 na Série B

Time do Vale vive momento delicado na competição

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Tiago Caldas / Náutico

Foto: Tiago Caldas / Náutico

Delta Ativa

Brusque jogou pouco e foi derrotado pelo Náutico, na noite desta sexta-feira (09), no Recife. O resultado freou o time de Santa Catarina na parte de baixo onde atualmente soma pontuação de Z4.

 

Apesar do adversário ser o lanterna da Série B – onde se mantém mesmo com os três pontos – o Brusque foi apático, em Pernambuco. A vitória sobre o Vasco, na última rodada, também ajudou a aumentar a expectativa em cima do Quadricolor.

 

Com bola rolando o Brusque até projetou um time mais ousado, onde Kleina deu liberdade para seu meio-campo criar. A ideia era, além disso, tirar proveito do momento do Náutico, que é lanterna, até junto ao seu torcedor.

 

A verdade é que com bola rolando o time da casa sempre teve todas as ações da partida. Com pouca criatividade o time de Gilson Kleina, sequer, ameaçou a meta adversária.

 

O gol

 

O gol foi anotado, já na segunda etapa, com o atacante Geuvânio, com passagens por grandes clubes do País, inclusive, pela Chapecoense. O gol aconteceu após jogada do meia Jean Carlos.

 

O Náutico, depois do gol marcado, entregou a bola para o Brusque que não soube muito o que fazer com ela. Apesar de aumentar sua posse de bola, o time de Gilson Kleina não ofereceu perigo ao goleiro Jean. Seguiu sem oferecer, nesse caso.

 

Kleina colocou Pará e Diego Jardel, dois nomes que estiveram ausentes nas últimas partidas, de olho em um empate, mas o resultado não veio. O segundo, inclusive, ficou pouco mais de 20 minutos em campo onde tomou dois amarelos e um vermelho.

 

Próxima parada

 

O Brusque recebe, na outra semana, o Vila Nova em Brusque, em mais um duelo direto da parte de baixo da tabela. Já o Náutico, ainda como lanterna, visita o Vasco um dia antes, na sexta-feira, em São Januário.

 

FICHA TÉCNICA

 

Náutico: Jean; Victor Ferraz, Arthur Henrique (Wellington), João Paulo e João Lucas; Souza, Thomaz, Franco (Jobson) e Everton Brito; Kieza (Jean Carlos) e Geuvânio. Técnico: Dado Cavalcanti.

 

Brusque: Belliato; Éverton Alemão (Pará), Ianson, Wallace e Alex Ruan; Rodolfo Potiguar (Jailson), Balotelli e Luiz Antônio (Matheus Trindade); Paulo Baya (Diego Jardel), Alex Sandro (Mascote) e Fernandinho. Técnico: Gilson Kleina.

 

Gols: Geuvânio (19/2T)

 

Cartões amarelos: Jean, João Lucas, Richard Franco (NAU); Ianson, Alex Ruan, Fernandinho, Diego Jardel (2x) (BRU)

 

Cartão vermelho: Diego Jardel (BRU)

 

Arbitragem: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA/RJ); auxiliado por Daniel do Espírito Santo Parro (RJ) e Tiago Rosa de Oliveira (RJ). O VAR esteve aos cuidados de Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ).

 

Local: estádio dos Aflitos, no Recife (PE). Data: 09/09/22.

 

Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios