Rui Car
19/09/2022 10h45

Brusque segue o mau momento, perde para o Vila Nova e termina rodada da Série B no Z-4

Gol da partida foi marcado aos dois minutos, em cobrança de falta e falha de Belliato

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Marcio Costódio / O Município

Foto: Marcio Costódio / O Município

Delta Ativa

O Brusque perdeu por 1 a 0 para o Vila Nova no Augusto Bauer, pela 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O confronto direto na luta contra o rebaixamento teve seu único gol anotado por Wagner, logo no início, contando com falha de Belliato. Com o resultado, o quadricolor afunda ao 18º lugar, com 31 pontos, um a menos que o 16º, Guarani, enquanto o Vila Nova chega à 15ª posição.

 

Água fria logo cedo

 

Mal começou o jogo, e o Brusque sofreu um gol. Aos dois minutos, em cobrança de falta de Wagner, alçando a bola na área, ninguém conseguiu fazer o desvio. A bola quicou na pequena área e traiu Belliato, que falhou na leitura do lance. Desanimada e desconfiada, a torcida seguiu tentando empurrar o quadricolor, que, saindo atrás no placar, só conseguiu um empate uma única vez na Série B, contra o Grêmio.

 

Raros perigos

 

Ao longo do primeiro tempo, o Brusque conseguiu causar apuros mais sérios ao Vila Nova em duas oportunidades, ambas com Patrick. Aos nove, ele recebeu de costas para o gol, chutou firme e Tony fez boa defesa para escanteio. Aos 11, Fernandinho demorou para fazer o passe, mas soltou a bola para Patrick, que chutou para o gol. Tony defendeu e, na sobra, Rafael Donato cortou para escanteio.

 

Mais tarde, aos 32, Ângelo, em um de vários erros de cruzamento nesta estreia como titular, conseguiu algo diferente. No desvio feito pela zaga adversária, a bola sobrou do outro lado para Luiz Antônio. Num chute/cruzamento pela direita, a bola passou ao lado.

 

Nada mais

 

Lento e bem marcado, o Brusque não conseguia criar mais oportunidades. O Vila Nova se fechava bem. Tentar uma bola alçada na área era um recurso sem muita justificativa, já que a defesa do Tigre conseguia repelir tudo, com uma defesa alta. Por baixo, o quadricolor também parava na defesa adversária, e não conseguia mais do que um ou outro escanteio.

 

O Vila Nova se fechava em busca de um contra-ataque para matar o jogo, mas não era rápido na definição. Aos 10, Alex Silva levantou na área para ninguém. Belliato perdeu o tempo do lance novamente com o quique da bola, mas, desta vez, conseguiu segurar, em cima da linha.

 

Só Brusque

 

Logo nos primeiros instantes do segundo tempo, o Brusque teve um bom momento. Luiz Antônio arriscou de fora e chutou com efeito. Tony fez uma defesa atrapalhada, mas, enfim, conseguiu segurar.

 

Aos oito, após cobrança de escanteio, um perde-e-ganha terminou com um desvio de Rafael Donato com o braço e com a zaga do Vila Nova afastando o perigo. Torcida e time pediram pênalti, mas Marcelo de Lima Henrique e o VAR não viram assim.

 

Aos 11, Pará fez um passe de primeira para a área. Franklin Mascote completou e a bola passou próxima, à esquerda de Tony. Aos 12, Pará recebeu boa bola dentro da área, pela direita, e chutou de trivela. A bola entraria se não fosse Tony, que evitou o golaço ao se esticar todo para desviar para escanteio com a ponta dos dedos.

 

Jailson desperdiçou chance claríssima aos 23. O quadricolor rondava a área com cruzamentos, até que a bola sobrou viva com Jailson. Ele chutou de perna esquerda, da entrada da pequena área, mas mandou por cima.

 

Em todo este período, o Vila Nova quase não ameaçou Belliato. Dentinho recebeu em contragolpe e chutou rasteiro, mas o goleiro defendeu sem problemas, aos nove minutos.

 

Minutos finais

 

O Brusque perdia cada vez mais o ritmo acelerado de pressão, especialmente a partir dos 30 minutos. A torcida já cantava em protesto, entoando “time sem vergonha” e outros gritos como “jogador, pode esperar, que hoje o bicho vai pegar”. Em campo, o time já não rendia mais nada, errava em lances simples.

 

Ao apito final, muitas vaias, gritos de vergonha e presságios do pior desfecho possível para o Brusque na Série B.

 

Próximo jogo

 

O Brusque visita o Ituano em partida que começa às 11h deste sábado, 24. Às 21h30 de quinta-feira, 22, o Vila Nova recebe o CRB no Onésio Brasileiro Alvarenga.


Brusque 0x1 Vila Nova

 

Campeonato Brasileiro – Série B
30ª rodada
Sábado, 17 de setembro de 2022
Estádio Augusto Bauer
Público: 2.516
Renda: R$ 50.330

 

Brusque: Belliato; Pará, Ianson, Wallace, Ângelo; Rodolfo Potiguar, Balotelli; Franklin Mascote, Luiz Antônio, Fernandinho; Patrick.
Técnico: Gilson Kleina

 

Vila Nova: Tony; Alex Silva, Rafael Donato, Matheus Mancini, Willian Formiga; Sousa, Jean Martim; Wagner, Dentinho; Kaio Nunes e Daniel Amorim.
Técnico: Allan Aal

 

Trio de arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (CE), auxiliado por Renan Aguiar da Costa (CE) e Rener Santos de Carvalho (AC).

 

Árbitro de vídeo (RJ): Rodrigo Nunes de Sá (FIFA)

 

Fonte: João Vitor Roberge / O Município
Anderle Telhas e Acessórios