Rui Car
21/07/2022 10h38

Chapecoense abusa do desperdício e tropeça mais uma vez em Chapecó

Time criou oportunidades, mas não teve competência para matar o duelo

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Márcio Cunha / Guarani

Foto: Márcio Cunha / Guarani

Delta Ativa

Chapecoense até que criou várias oportunidades, mas não conseguiu passar de um empate em 0 a 0 com o vice-lanterna da Série B, dentro da Arena Condá.

 

O Verdão do Oeste mantém seu ‘carma’ dentro de casa – apenas uma vitória em todo o turno – e ainda não consegue descolar da zona do rebaixamento.

 

Seis posições dividiam os quatro pontos de diferença entre Chapecoense e Guarani. Em linhas gerais as equipes brigam para não cair à Série C, embora, em tese, são duas grifes desta edição 2022 da Série B.

 

A Chapecoense, em vitória heroica no estádio dos Aflitos na última rodada, chegou credenciada em vantagem frente a um Guarani claudicante, vice-lanterna da segundona.

 

O jogo

 

A Arena Condá mostrou que a Chapecoense tinha todos os ingredientes para liderar a partida frente ao Bugre de Campinas (SP). O time de Marcelo Cabo já mostra mais do que o de Gilson Kleina vinha fazendo.

 

Cabo, é bem verdade, contou com dois dos três reforços contratados: Maílton, que começou o jogo e Alisson Farias, que entrou já no final.

 

Maílton, o lateral-direito, começou em boa estreia. A Chapecoense fez um jogo de superioridade não só na tabela, mas também em campo. Insinuante, o Verdão martelou na primeira etapa.

 

Perotti, em jejum, acertou a trave em lindo chute no final da primeira etapa. O Guarani, desorganizado, conseguiu assustar o time da casa. Mais no erro da Chapecoense que propriamente por méritos próprios.

 

Três baixas

 

A Chapecoense perdeu, pelo menos, três atletas por problema envolvendo lesões. Betinho, na primeira etapa; Maílton e Marcelo Santos, no segundo tempo deverão ser dificuldades para a sequência do trabalho em Chapecó.

 

Ruim para os dois

 

A verdade é que, entre chances criadas e desperdiçadas, o empate ficou ruim para todo mundo. Pior para o Guarani, no ‘atoleiro’ da competição, mas igualmente pra Chape que não conseguiu se livrar da parte ruim da tabela.

 

Próxima parada

 

A Chapecoense volta ao Campeonato Brasileiro já no próximo sábado (23), duelo contra o Ituano-SP, no Novelli Júnior, às 19h.

 

Já o Bugre Campineiro recebe vai para outro duelo contra Santa Catarina: recebe o Brusque, em Campinas, na manhã de domingo.

 

FICHA TÉCNICA

 

Chapecoense: Saulo; Maílton (Ronei), Léo, Victor Ramos e Fernando; Marcelo Santos, Betinho (Lima), Matheus Bianqui e Claudinho (Luizinho); Chrystian (Alisson Farias) e Perotti (Jonathan). Técnico: Marcelo Cabo.

 

Guarani: Maurício Kozlinski; Lucas Ramon, João Victor, Derlan e Jamerson; Leandro Vilela, Rodrigo Andrade (Madison) e Isaque (Maxwell); Nicolas Careca, Bruno José (Lucas Venuto) e Júlio César (Yago). Técnico: Mozart.

 

Cartões amarelos: Léo, Matheus Bianqui (CHA)

 

Arbitragem: Savio Pereira Sampaio (FIFA) apita a partida, auxiliado por Lucas Costa Modesto (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF); Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ) estará no VAR.

 

Local: Arena Condá, em Chapecó. Data: 20/07/22.

 
 
Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios