Rui Car
20/05/2022 11h32

Chapecoense empata com o Vila Nova e chega ao quarto jogo seguido sem marcar

Com o resultado, Verdão do Oeste chega aos 10 pontos e permanece no bloco intermediário da tabela da Segundona

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Roberto Corrêa / Vila Nova FC

Foto: Roberto Corrêa / Vila Nova FC

Delta Ativa

A Chapecoense não saiu do zero contra o Vila Nova, em Goiânia (GO), e chegou ao quarto jogo seguido sem marcar na Série B do Campeonato Brasileiro.

 

Com o resultado, o Verdão chega aos 10 pontos e permanece no bloco intermediário da tabela da Segundona. Já o Vila chega ao oitavo ponto conquistado e permanece próximo do Z-4.

 

O jogo

 

A Chapecoense pouco ameaçou o gol do Tigrão na primeira etapa. A melhor chance da equipe catarinense aconteceu aos 33 minutos com Luizinho. O jogador avançou pela esquerda e soltou uma bomba para boa defesa de Tony.

 

A melhor chance dos mandantes aconteceu aos 39′ da primeira etapa. Em cruzamento na área, Daniel Amorim, ex-Avaí, mas Vágner fez grande defesa para salvar o Verdão.

 

Arthur Rezende, em finalização de fora da área também obrigou o goleiro do Verdão a fazer grande defesa já na reta final do primeiro tempo.

 

Segundo tempo

 

O Vila seguiu em cima no segundo tempo e quase abriu o placar com Matheuzinho, após passe de Victor Andrade na entrada da área para mais uma grande defesa do arqueiro do Verdão.

 

Os visitantes responderam com Jonathan. O jogador matou no peito dentro da área e bateu sem ângulo em cima de Tony.

 

O Vila Nova até tentava algumas intervenções ofensivas, mas pecava na falta de criatividade e também no bom momento defensivo da Chapecoense.

 

Com mudanças na equipe, o Colorado tentou uma pressão final. Após cruzamento, Rubens desviou e Vagner, o personagem da noite, pegou.

 

FICHA TÉCNICA:

 

Vila Nova 0x0 Chapecoense – 8ª rodada Campeonato Brasileiro Série B

 

VILA NOVA: Tony; Alex Silva, Renato, Alisson Cassiano e Willian Formiga (Bruno Collaço); Rafinha, Arthur Rezende e Matheuzinho (Wagner); Victor Andrade (Jean Silva), Daniel Amorim (Rubens) e Pablo Dyego. Técnico: Dado Cavalcanti

 

CHAPECOENSE: Vagner; Ronei, Léo, Xandão e Fernando (Kevin); Betinho (Orejuela), Marcelo Freitas, Tiago Real (Maranhão) e Claudinho (Matheus Bianqui); Luizinho (Lima) e Jonathan. Técnico: Gilson Kleina

 

Cartões amarelos: Arthur Rezende (VIL), Wagner (VIL), Xandão (CHA), Matheus Bianqui (CHA) e Luizinho (CHA)

 

Local: estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia (GO)

 
Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios