26/01/2021 10h27

Chapecoense perde do Operário-PR e cede a liderança da Série B na penúltima rodada

Além de não encaminhar o então inédito título da competição, Chape foi ultrapassada no 4º critério de desempate pelo América-MG

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Chapecoense foi superada no Estádio Germano Krüger e caiu para a segunda posição da Série B (Foto: Márcio Cunha / ACF)

Chapecoense foi superada no Estádio Germano Krüger e caiu para a segunda posição da Série B (Foto: Márcio Cunha / ACF)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Em duelo essencial para a disputa do título da Série B do Campeonato Brasileiro, a Chapecoense foi ao estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR), e acabou derrotada, por 2 a 0, pelo Operário-PR. O confronto, disputado no final da tarde desta segunda-feira (25), foi válido pela 37ª e penúltima rodada.

 

Jogadores de Operário e Chapecoense homenagearam as vítimas da tragédia com o avião da delegação do Palmas, que teve uma pane e vitimou, pelo menos, seis pessoas – Foto: Márcio Cunha/ACF

Jogadores de Operário e Chapecoense homenagearam as vítimas da tragédia com o avião da delegação do Palmas, que teve uma pane e vitimou, pelo menos, seis pessoas (Foto: Márcio Cunha/ACF)

A Chapecoense pode ter perdido uma das maiores chances de toda a sua história: além da derrota para o Operário pelo placar de 2 a 0, o Verdão do Oeste perdeu a liderança para o América-MG no número de gols marcados, o 4º critério de desempate do regulamento.

 

Apesar dos mesmos 70 pontos do América, o time do Oeste de SC foi superado pelo Coelho no número de gols marcados: 41 a 39. Na última rodada o Coelho recebe o Avaí, em Belo Horizonte. A Chapecoense recebe o Confiança, em Chapecó (SC), de olho no jogo do adversário.

 

É importante lembrar que a Chape começou a rodada como líder do campeonato. Viu, no final de semana, o rival América só empatar e “deixar” a liderança com o time de SC. A “gentileza”, dessa forma, foi retribuída com o resultado em Ponta Grossa.

 

Operário na Série B 2021

 

Os donos da casa, por outro lado, foram aos 54 pontos e não almejam mais nada.

 

O jogo começou devagar. Tanto foi assim que a primeira investida saiu de maneira curiosa, apenas aos 11 minutos. Alan Ruschel mandou a bola na área em cobrança de falta favorável à Chapecoense, Ricardo Silva foi tentar afastar e mandou contra o próprio patrimônio. Atento, o goleiro Thiago Braga fez a defesa. Os visitantes quase marcaram na sequência, aos 14, em cabeçada de Anselmo Ramon.

 

O Operário respondeu abrindo o placar. Aos 21, Fábio Alemão, que acabara de entrar no lugar de Alex Silva, foi acionado por Leandro Vilela, tabelou com Ricardo Bueno e soltou a pancada, rasteirinha, fazendo belo gol. Marcelo, aos 29, ficou perto de ampliar, mas João Ricardo fez boa defesa. Depois, a partida voltou ao ritmo inicial, com ambas as equipes tendo dificuldades para criar e ameaçar o adversário.

 

Logo aos três minutos da etapa complementar, o Operário encaminhou o triunfo. Thomaz ganhou da marcação no meio-campo e deu linda enfiada para Rafael Oller, que ganhou da marcação em velocidade e acertou um forte chute, indefensável para João Ricardo. Na sequência, aos quatro, Thomaz quase ampliou ao arriscar da entrada da área e tirar tinta do travessão.

 

A Chapecoense só conseguiu chegar aos 29 minutos. Lucas Tocantins passou para Anderson Leite, que finalizou por cima da meta rival. Nos minutos finais, aos 43, com Evandro, e aos 44, com Perotti, os visitantes assustaram, mas não conseguiram descontar.

 

A 38ª rodada, a última da Série B de 2020, acontece integralmente às 21h30 de sexta-feira (29). A Chapecoense recebe o Confiança, na Arena Condá, em Chapecó (SC), enquanto o Operário visita o Botafogo, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP). Além disso, o América-MG enfrenta o Avaí, que sonha com acesso, no Independência, em Belo Horizonte (MG).

 

FICHA TÉCNICA:

OPERÁRIO 2 x 0 CHAPECOENSE

 

OPERÁRIO – Thiago Braga; Alex Silva (Fábio Alemão), Bonfim, Ricardo Silva e Fabiano; Reniê, Leandro Vilela (Douglas Santos) e Marcelo; Rafael Oller (Maranhão) e Thomaz (Alemão); Ricardo Bueno (Schumacher). Técnico: Rodolfo Mehl (preparador físico).

 

CHAPECOENSE – João Ricardo; Ezequiel (Roberto), Derlan, Luiz Otávio e Alan Ruschel (Lucas Tocantins); Willian Oliveira, Anderson Leite e Denner (Bruno Silva); Matheus Ribeiro, Anselmo Ramon (Evandro) e Aylon (Perotti). Técnico: Umberto Louzer.

 

GOLS – Fábio Alemão, aos 21 minutos do primeiro tempo. Rafael Oller, aos 3 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS – Thomaz e Fabiano (Operário); Anselmo Ramon (Chapecoense).

 

ÁRBITRO – Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE).

 

LOCAL – Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR).


FONTE: ESTADÃO CONTEÚDO / VIA: ND+

Participe de um dos nossos grupos no WhatsApp e receba diariamente as principais notícias do Portal da Educadora. É só clicar aqui.

 

PUBLICIDADE
Anderle Telhas e Acessórios