Rui Car
01/05/2022 14h40

Chapecoense perde para Cruzeiro e se afasta da liderança da Série B

Raposa fez dois gols em sete minutos e derrubou a invencibilidade do time catarinense

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Julia Galvão / Chapecoense

Foto: Julia Galvão / Chapecoense

Delta Ativa

O Cruzeiro tentou, tentou e tentou e finalmente conseguiu marcar e vencer a Chapecoense por 2 a 0 nesta noite, na Arena Condá, pela quinta rodada da Série B do Campeonato BrasileiroCom isso, a Chape conheceu sua primeira derrota e, de quebra, perdeu a oportunidade de alcançar a liderança.

 

Ela estacionou nos oito pontos, caindo para a quarta colocação, atrás de Grêmio e Bahia e da própria Raposa, todos com dez pontos.

 

No primeiro tempo, o time mineiro começou melhor e conseguiu encontrar alguns espaços com Bidu, mas a Chape, em certo momento, equilibrou o jogo. Os donos da casa tiveram uma grande oportunidade já no final, em chute de Ronei, defendido por Rafael.

 

No retorno do intervalo, o Cruzeiro literalmente atirou para o gol de Vagner, com ao menos quatro grandes chances, algumas defendidas pelo goleiro e outras para fora. Geovane e Edu, em um intervalo de sete minutos, deram os números finais à partida.

 

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Grêmio em um duelo de “Série A”, no domingo, a partir das 16h (de Brasília), no Mineirão. Já a Chapecoense visita o Brusque na quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), no estádio Augusto Bauer.

 

O jogo

 

Bidu chegou pela esquerda com apenas um minuto de partida e mandou para Jajá, que cruzou rasteiro, mas a defesa da Chape afastou. Aos sete, foi a vez dos donos da casa chegarem com Maranhão, mas Rafael saiu do gol e ficou com a bola.

 

 

Depois, aos 14, Orejuela apareceu bem pela direita, após erro de Luvannor, e cruzou fechado, mas a bola ficou com o goleiro. Na sequência, a Raposa teve dois lances de perigo, primeiro com Bidu e depois com Zé Ivaldo, ambas sem sucesso. Já depois dos 30 minutos, Eduardo Brock avançou pela meia esquerda e arriscou, mas sem direção.

 

Já no fim do primeiro tempo, na melhor chance dos 45 minutos iniciais, Ronei recebeu pela direita e finalizou de fora da área, para bela defesa de Rafael – a bola ia para o ângulo.

 

No retorno do intervalo, aos quatro minutos, Edu recebeu e deu de calcanhar para Jajá, que deixou Léo no chão, finalizando de bico para grande defesa de Vagner. Luvannor pegou o rebote, mas Léo apareceu e evitou o gol do Cruzeiro. Pouco tempo depois, Luvannor finalizou mascado, Edu pegou a sobra, limpou a jogada e chutou, sem goleiro, para fora.

 

A Raposa seguiu no ataque, tentando abrir o marcador. Aos 13, Zé Ivaldo arriscou de longe e Vagner defendeu. No rebote, Bidu pegou de primeira, mas a bola foi para fora. O goleiro apareceu novamente pouco depois em chute cruzado de Jajá.

 

Finalmente, aos 37 minutos, Rafael Santos cruzou na área e a zaga afastou, mas, no rebote, Geovane chutou firme e abriu o marcador, rasteiro, acertando o canto direito de Vagner. Com o tento, a Raposa cresceu e quase ampliou com Edu (duas vezes) e, pouco depois, com Daniel Junior.

 

Depois de tanto insistir, Edu finalmente deixou o seu. Aos 44, Adriano deu lançamento para Geovane, que deu belo cruzamento na entrada da área para Edu só empurrar para o fundo das redes.

 

FICHA TÉCNICA

 

CHAPECOENSE 0 X 2 CRUZEIRO

 

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Data: 30 de abril de 2022 (sábado)

Horário: 19h (de Brasília)

 

Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA-SP)

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)

VAR: Daniel Nobre Bins (RS)

Cartões amarelos: Betinho, Xandão, Lima, Gilson Kleina e Guilherme Rend (Chapecoense); Rodolfo (Cruzeiro)

 

GOLS: Cruzeiro: Geovane, aos 37 minutos do segundo tempo, e Edu, aos 44 do segundo tempo.

 

CHAPECOENSE: Vagner; Ronei, Leo, V. Ramos, Fernando; Betinho (Guilherme Rend) e Bianqui; Orejuela (Jonathan), Perotti (Derek), Lima (Rodrigo Varanda), Maranhão (Xandão). Técnico: Gilson Kleina.

 

CRUZEIRO: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, L. Oliveira, E. Brock; Leo Pais (Geovane Jesus), W. Oliveira, Neto Moura (Adriano), M. Bidu (Rafael Santos); Jajá (Daniel Jr), Luvannor (Rodolfo) e Edu. Técnico: Paulo Pezzolano.

 
Fonte: Gazeta Press / Via: ND+
Anderle Telhas e Acessórios