Rui Car
30/04/2022 14h55

Chapecoense recebe o Cruzeiro e pode assumir a liderança isolada da Série B

Eventual vitória joga o Verdão do Oeste para a liderança isolada da competição

Assistência Familiar Alto Vale
Equipes se enfrentaram pela última vez na Série A de 2019 (Foto: Chapecoense / Divulgação)

Equipes se enfrentaram pela última vez na Série A de 2019 (Foto: Chapecoense / Divulgação)

Delta Ativa

Chapecoense entra em campo neste sábado (30), diante do Cruzeiro, na Arena Condá. O Verdão do Oeste tem a oportunidade de terminar a rodada na liderança isolada da Série B.

 

O duelo vale 6ª rodada da competição e coloca frente a frente duas das maiores grifes da atual edição da Segundona. Mais que isso, vale a liderança isolada.

 

Com a derrota do Bahia, na noite desta sexta (29), a Chapecoense resta – ao lado do Sport Recife – como a única equipe invicta entre os participantes. São oito pontos em 12 disputados e a atual vice-liderança.

 

Quase o mesmo time

 

O técnico Gilson Kleina deve mandar quase o mesmo time que bateu o Grêmio Novorizontino, na última rodada. A única alteração deve ser a saída de Marcelo Freitas para a entrada de Matheus Bianqui, o novo amuleto Condá.

 

Nós, quando conseguimos manter a nossa concentração em alta, fazemos boas partidas e conseguimos os pontos. Espero que a gente tenha essa capacidade neste jogo muito complicado diante do Cruzeiro”, disse ele.

 

Adversário de respeito

 

Se é uma verdade que a Chapecoense pode assumir a liderança com uma vitória, também é uma escrita contundente o fato de ser uma das maiores instituições futebolísticas do País, ainda que o momento técnico imponha algumas restrições.

 

O multicampeão Cruzeiro, em processo de recuperação, tenta se manter no G4, local que chegou pela primeira vez desde que desceu à Série B.

 

O técnico Paulo Pezzolano não deve anunciar o time muito antes do jogo. O meia João Paulo vai ter que se submeter a uma cirurgia por conta de lesão muscular na região posterior da coxa direita. Assim fica de fora.

 

Temos um grupo de jogadores humildes e dispostos a ajudar na reconstrução do Cruzeiro. Não vamos ganhar jogos de cinco a zero, como eu gostaria. Mas vamos trabalhar sempre para que a nossa evolução venha acompanhada de bons resultados”, declarou o comandante da Raposa.

 

FICHA TÉCNICA

 

Chapecoense: Vagner, Ronei, Léo, Victor Ramos e Fernando; Matheus Bianqui, Betinho e Lima; Orejuela, Perotti e Maranhão. Técnico: Gilson Kleina.

 

Cruzeiro: Rafael Cabral, Zé Ivaldo, Eduardo Brock, Oliveira e Rafael Santos; Willian Oliveira, Neto Moura e Leonardo Pais; Jajá, Luvannor e Rodolfo. Técnico: Paulo Pezzolano.

 

Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA-SP); auxiliado por Daniel Paulo Ziolli (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP).

 

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC). Data: 30/04/22

 

Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios