Rui Car
28/04/2022 11h22 - Atualizado em 28/04/2022 11h24

Criciúma para em ex-goleiro do Avaí e perde a primeira na Série B

Tigre foi a Campinas (SP) e até fez um bom primeiro tempo contra o Guarani

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Thomaz Marostegan / Guarani

Foto: Thomaz Marostegan / Guarani

Delta Ativa

Criciúma bem que criou, mas parou no goleiro Maurício Kozlinski, com passagem pelo Avaí, na noite desta quarta-feira (27), em Campinas (SP). Além de desperdiçar as oportunidades, viu o adversário abrir o placar no rebote de um pênalti, assinalado pelo VAR.

 

Com o resultado o Guarani respira e sai da lanterna já que largou na competição com três derrotas. O Tigre soma a primeira derrota na competição com um jogo a menos.

 

Guarani e Criciúma chegaram em condições opostas na Série B. O Criciúma, sem perder, chegou para o duelo com o Guarani que, aquela altura, não tinha vencido nenhuma.

 

Evidente que isso não assegura nada, sobretudo, antes da bola rolar. Mas o representante de Santa Catarina, diante dessa condição, desembarcou em Campinas (SP) com o entendimento de uma vitória, no tradicional Brinco de Ouro da Princesa.

 

Primeira etapa

 

Os primeiros 45 minutos encorparam ainda mais a esperança do Carvoeiro. Com inúmeras oportunidades, o Criciúma perdeu a chance de abrir o placar em, pelo menos, duas chances claras.

 

O desempenho das equipes transformou o ex-Avaí, Maurício Kozlinski, no melhor jogador do primeiro tempo. Ao conceder entrevista, inclusive, ele admitiu que aqueles 45 minutos iniciais foram os piores que ele testemunhou sob as cores do Bugre.

 

Thiago Alagoano, por outro lado, em opinião visionária, alertou que o time do Sul de SC tinha que ter “calma” para converter suas chances em gols.

 

VAR, defesa de pênalti e gol

 

A segunda etapa o Criciúma perdeu forças e o Guarani tirou proveito. Passou a ocupar o campo do seu adversário e, em um lance de ataque, “descolou” um pênalti.

 

Bola na área do Criciúma onde o atacante Júlio César cabeceou, a bola espirrou no braço do lateral Rodrigo, que estava com ele aberto. Depois de três minutos o VAR assinalou a penalidade.

 

 

Mais um minuto até a batida de Diogo Mateus, que chutou cruzado e parou no goleiro Gustavo que defendeu com rebote. Aí o lateral do Bugre não perdoou.

 

O jogo, a partir dali, parou de acontecer. Muita conversa, muitos cartões e pouca bola rolando. O placar, foi mantido.

 

Próxima parada

 

O Criciúma recebe o Grêmio Novorizontino, no próximo domingo (1º), a partir das 11h. Já o Guarani joga só na terça-feira, duelo ‘isolado’ contra o Náutico.

 

Ficha técnica

 

Guarani: Maurício Kozlinksi; Diogo Mateus, João Victor, Ronaldo Alves (Derlan) e Eliel; Leandro Vilela (Madison), Rodrigo Andrade e Marcinho (Eduardo Person); Bruno José (Ronald), Nicolas Careca e Júlio César (Hiago). Técnico: Daniel Paulista.

 

Criciúma: Gustavo; Cristovam (Claudinho), Rodrigo, Zé Marcos e Marcelo Hermes; Léo Costa (Negueba), Marcos Serrato e Arílson; Marquinhos Gabriel (Fellipe Mateus), Thiago Alagoano (Higor) e Rafael Bilú (Lucas Xavier). Técnico: Cláudio Tencati.

 

Gols: Diogo Mateus (26/2T)

 

Cartões amarelos: Diogo Mateus, Nicolas Careca, Júlio César, Leandro Vilela (GUA); Cristóvam, Rodrigo, Zé Marcos, Marcos Serrato, Thiago Alagoano (CRI)

 

Arbitragem: Emerson Ricardo de Almeira Andrade (BA) será o responsável por apitar o jogo. Jucimar dos Santos Dias (BA) e Luanderon Lima dos Santos (BA) serão os auxiliares. Marcos Aurelio Augusto Fazekas Ferreira (MG) estará na cabine do VAR.

 

Local: Estádio Brinco de Ouro, Campinas (SP).

 

Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios