Rui Car
11/07/2022 15h14 - Atualizado em 11/07/2022 15h15

Figueirense espanta má fase, goleia Campinense e volta ao G8 da Série C

Com o resultado o Furacão do Estreito interrompeu uma série de cinco jogos sem vitórias

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Patrick Floriani / Figueirense

Foto: Patrick Floriani / Figueirense

Delta Ativa

Figueirense mandou a má fase para o espaço e aplicou 4 a 0 no Campinense-PB, no começo da noite de sábado (09), em Florianópolis.

 

Com o resultado o Furacão do Estreito interrompeu uma série de cinco jogos sem vitórias e, de quebra, se recolocou dentro do G8, grupo dos oito primeiros que devem carimbar vaga à próxima fase da competição.

 

Confira a classificação atualizada da Série C do Campeonato Brasileiro. Com a vitória o Furacão do Estreito pula para a 5ª posição na tabela, com 22 pontos..

 

O jogo

 

O Figueirense chegou para o duelo pressionado. Jogadores, comissão técnica e até a direção sabiam da ‘obrigação’ em vencer a partida depois de emendar cinco jogos sem vitórias e ainda sair do G8.

 

Apesar de todo o nervosismo ao redor da equipe, não demorou para o alvinegro tomar conta da partida. Com uma postura agressiva desde os primeiros minutos, o Figueirense deixou claro a intenção diante do adversário, apesar de inicialmente esbarrar em suas próprias limitações técnicas.

 

A pressão – em campo e fora dele – durou 22 minutos. Jogada entre Rodrigo Bassani e Léo Arthur onde o camisa 10 precisou de duas chances para mandar para a rede.

 

O gol caiu como um alívio tanto para o elenco, em campo, quanto para o torcedor que já havia manifestado os primeiros movimentos de insatisfação com a equipe.

 

Placar reforçado

 

A tranquilidade originada no primeiro gol logo foi compensada: escanteio cobrado onde Bassani, na segunda trave, escorou para Maurício, sozinho, mandar para a rede e sair para o abraço.

 

O terceiro gol foi questão de (pouco) tempo: bola no Uesley Gaúcho que, de fora da área, mandou para a rede em chute no canto do goleiro. 3 a 0 e festa no estádio Orlando Scarpelli.

 

Segundo tempo

 

A segunda etapa, também pelo placar construído no primeiro tempo, foi até protocolar. Serviu para o técnico Júnior Rocha aplicar algumas experiências, além de estrear seu novo centroavante.

 

Eram 15 minutos jogados quando o centroavante Tito foi lançado na vaga de Gustavo Henrique.

 

Sem forçar a barra o time da casa não criou mais chances e tampouco correu riscos. Placar importantíssimo em momento crucial da Série C.

 

No “apagar das luzes”, Rodrigo Bassani cobrou a falta cheia de efeito, o goleirão conseguiu espalmar mas não contava com Muriel, de cabeça, escorar e cravar o 4 a 0.

 

Próxima parada

 

Em jogo válido pela 15ª rodada o Figueirense volta a jogar em casa, dessa vez diante do Botafogo-SP, a partir das 15h. O encontro está agendado para o próximo sábado (16), em Florianópolis.

 

Já a Campinense joga no estádio Amigão, em Campina Grande (PB), diante do Ferroviário.

 

FICHA TÉCNICA

 

Figueirense: Wilson; Muriel, Maurício, Luis Fernando e Zé Mário (Mário Henrique); Uelsey Gaúcho (Matheus Claudino), Rodrigo Bassani e Léo Arthur (Kauê); Andrew (Paolo), Jean Silva e Gustavo Henrique (Tito). Técnico: Júnior Rocha.

 

Campinense-PB: Mauro Iguatu; Oliveira, Pedro Vitor (Bremer), Mateus Santana e Emerson (Luiz Fernando); Magno, Felipe Ramon, Patryck (Hugo), Jeferson Lima e Dione (Pedro Chinês); Carlos Maia (João Paulo). Técnico: Flávio Araújo.

 

Gols: Rodrigo Bassani (22/1T), Maurício (31/1T), Uesley (45/1T), Muriel (46/2T)

 

Cartões amarelos: Uesley Gaúcho (FIG); Oliveira (CAM).

 

Cartão vermelho: Hugo (CAM)

 

Arbitragem: Thiago Luis Scarascati (SP); auxiliado por Rodrigo Meirelles Bernardo (SP) e Leonardo Tadeu Pedro (SP).

 
Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios