Rui Car
06/09/2022 10h54

JEC encara o Figueirense em busca da primeira vitória na Copa Santa Catarina

Tricolor enfrenta o Furacão na noite desta terça-feira (06) e uma vitória pode colocar o time na parte de cima da tabela

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Vitor Forcellini / JEC

Foto: Vitor Forcellini / JEC

Delta Ativa

Depois de estrear com um empate na Arena Joinville, o JEC tem uma missão difícil na noite desta terça-feira (06), em Florianópolis. O Tricolor enfrenta o Figueirense, às 20h, na segunda rodada da Copa Santa Catarina e busca sua primeira vitória na única competição que disputa neste segundo semestre.

 

O jogo fecha a segunda rodada e, com os resultados das outras equipes, o JEC é o vice-lanterna, com o ponto conquistado na estreia, enquanto o Figueirense é o vice-líder, depois de vencer o Nação em seu primeiro jogo.

 

Para a partida, o técnico Jerson Testoni não terá o meia Mauri, expulso diante do Marinheiro. O comandante tricolor não abriu o jogo sobre o substituto, mas garante que opções variadas foram trabalhadas durante a semana cheia de trabalho que o grupo teve.

 

É um jogador importante, que fez boa estreia, mas para a entrada do Mauri temos opções. Mais um volante para fechar o meio ou Ronan que é o reserva imediato, podemos usar duas referências também, trabalhamos todas as possibilidades. Trabalhamos bem essas situações e quem entrar sabe bem o que tem que fazer”, salienta.

 

Apesar de não utilizar a equipe principal, o Figueirense joga diante de sua torcida e Jerson espera um time ativo e forte. “Esperamos um jogo difícil, acredito que vão jogar mais alto, nos pressionando. Precisamos pontuar porque é uma competição muito curta e temos o objetivo de classificar e por isso é muito importante ir e trazer pontos. De forma alguma eles vão esperar o Joinville”, avalia.

 

O treinador ressaltou que independentemente da maneira de jogo do adversário, não abre mão da organização, de entender os espaços, a utilização do campo e as transições. Enquanto o Furacão briga pelo acesso à Série B do Brasileiro, na Copa Santa Catarina, o time utiliza uma equipe alternativa.

 

No entanto, Jerson ressalta que a preocupação é com o JEC e não com o time utilizado pelo Figueirense que, reforça o treinador, é sempre forte. “Eu me preocupo com a concentração da minha equipe e o que ela precisa fazer para vencer. Coloco para os meus jogadores que é uma Copa do Mundo. Nós não temos outra competição”, finaliza.

 

Fonte: Drika Evarini / ND+
Anderle Telhas e Acessórios