Rui Car
22/11/2022 15h02 - Atualizado em 22/11/2022 15h03

Quem são os catarinenses que já disputaram a Copa pela Seleção Brasileira

Estado já teve atletas cedidos para o Brasil em sete das 22 edições de Copa

Assistência Familiar Alto Vale
Seleção em 1986 teve dois catarinenses no elenco (Foto: Acervo CBF)

Seleção em 1986 teve dois catarinenses no elenco (Foto: Acervo CBF)

Delta Ativa

Santa Catarina não terá representantes na seleção brasileira na Copa do Mundo no Catar, mas, ainda assim, carrega uma história com a camisa amarela. Seis atletas do Estado já atuaram pela equipe canarinha em sete das 22 edições do torneio. Abaixo, o Diário Catarinense lista quem são eles.
 

Filipe Luís

 

Nascido em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, o lateral-esquerdo Filipe Luís foi o último catarinense a figurar na seleção brasileira em Copas, em 2018, na edição da Rússia. À época já no Flamengo, seu atual clube, ele atuou na vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia, ainda na fase de grupos do torneio, e como titular nas oitavas de final, no triunfo pelo mesmo placar diante do México.

 

Filipe Luís em treino pela seleção (Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação)

Valdo

 

Já o meio-campista Valdo Cândido de Oliveira Filho, conhecido apenas pelo primeiro nome, representou Santa Catarina nas Copa de 1986 e 1990 — na primeira delas, foi convocado de última hora, ainda com 22 anos, para substituir Toninho Cerezo. Natural de Siderópolis, no Sul Catarinense, ele fez história também por Cruzeiro, Grêmio, Botafogo, Benfica, de Portugal, e Paris Saint-Germain, da França.

 

Valdo em entrevista à TV do Paris Saint-Germain (Foto: PSG / Reprodução)

Falcão

 

Paulo Roberto Falcão, eternizado entre torcedores por seu último nome, esteve com Valdo na Copa de 1986, a que teve maior número de catarinenses na seleção, e na de 1982, ambas sob comando de Telê Santana. O meio-campista nascido em Abelardo Luz, no Oeste de Santa Catarina, ainda chegou à equipe amarelinha como treinador, mas em 1991, ocasião em que não houve um Mundial.

 

Falcão também atuou na seleção como treinador (Foto: Acervo CBF)

Valdomiro

 

O Sul de Santa Catarina também já teve como representante na seleção em um Mundial o ponta-direita Valdomiro Vaz Franco, de Criciúma, na edição de 1974, realizada na então Alemanha Ocidental. Ele chegou à equipe canarinha na altura em que defendia o Internacional, clube pelo qual fez história ao ter atuado em 803 partidas e conquistado o Campeonato Brasileiro em três ocasiões.

 

Valdomiro em ação pela seleção brasileira (Foto: Acervo CBF)

Ado

 

Assim como Filipe Luís, o goleiro Eduardo Roberto Stinghen, eternizado pelo futebol como Ado, também nasceu em Jaraguá do Sul, o que faz dela a cidade catarinense com o maior número de nomes cedidos à seleção brasileira em Copas. Presente no Mundial de 1970, quando o Brasil conquistou seu tricampeonato, o arqueiro também fez história pelo Corinthians, onde acumulou 206 jogos.

 

Ado foi goleiro da seleção na conquista do tricampeonato (Foto: Acervo CBF)

Mengálvio

 

Já o primeiro atleta catarinense na história da seleção brasileira em Copas foi Mengálvio Pedro Figueiró, meio-campista nascido em Laguna, no Sul de Santa Catarina. Assim como Ado, ele também foi campeão em sua trajetória com a amarelinha, mas em 1962. O ex-jogador ainda é conhecido por ter formado no Santos um dos ataques mais eficientes da história, junto com Coutinho, Dorval, Pepe e Pelé.

 

Craque da seleção, Mengálvio é também ídolo do Santos (Foto: Conmebol / Divulgação)

 

Fonte: Paulo Batistella / Diário Catarinense / NSC Total
Anderle Telhas e Acessórios