Rui Car
05/11/2022 16h03 - Atualizado em 05/11/2022 16h04

Avião da FAB que estava desaparecido em SC é encontrado com duas pessoas mortas

Encontro ocorreu no início da tarde deste sábado (3) na região da Grande Florianópolis

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Delta Ativa

O avião da Academia da Força Aérea (AFA), que estava desaparecido em Santa Catarina, foi encontrado no início da tarde deste sábado (5). Com ele, também foram localizados dois corpos, que estavam carbonizados. A informação foi confirmada pela Prefeitura de Canelinha, que auxiliava nas buscas, e pela Polícia Militar.

 

A aeronave desapareceu na tarde desta sexta-feira (4). Dois militares realizavam um voo de treinamento quando o avião perdeu o sinal. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), o avião teria parado de enviar sinal para o radar e não teria chegado ao destino. O rastreamento da aeronave apontava que a última localização foi na região de Canelinha e Tijucas.

 

De acordo com a prefeitura, a aeronave estava totalmente destruída. Ela foi encontrada na localidade de Rolador, em Canelinha. Equipes da Força Aérea Brasileira (FAB) foram acionadas para acompanhar a retirada dos corpos.

 

O comandante Diogo Bahia Losso, piloto do Arcanjo do CBMSC, disse que o modelo do avião desaparecido é um T-25, tipo de aeronave utilizada para instrução da força aérea. Ele pertence à Academia da Força Aérea de Pirassununga, de São Paulo, e possui capacidade para duas pessoas a bordo.

 

Moradores da região relataram que viram o avião e teriam observado um acidente. Eles também auxiliaram nas buscas. De acordo com informações do colunista do NSC Total Raphael Faraco, chovia forte no momento que o resgate começou.

 

Entre sexta e a manhã deste sábado, equipes da FAB realizaram buscas na região, com coordenação do Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico de Curitiba. Também participaram a aeronave SC-105  Amazonas, e os helicópteros H-36 Caracal e H-60 Black Hawk. 

 

O Diário Catarinense entrou em contato com a FAB, mas não obteve retorno até a publicação. A identidade das vítimas também não foi divulgada.

 

Fonte: Luana Amorim / Diário Catarinense / NSC Total
Anderle Telhas e Acessórios