Rui Car
11/01/2023 15h14

Bombeiros Voluntários de Ibirama divulgam relatório de atendimentos no ano de 2022

Corpo de Bombeiros Voluntários de Ibirama é destaque pela prestação de serviços à comunidade de toda região

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Divulgação / CBV Ibirama

Foto: Divulgação / CBV Ibirama

Delta Ativa

Os Bombeiros Voluntários de Ibirama contabilizaram o total de 2.596 atendimentos em 2022. O relatório operacional foi divulgado pela corporação, onde nele onde estão detalhados cada tipo de ocorrência, como agressão, acidentes automobilísticos, acidentes domésticos e de trabalho, casos clínicos, incêndios, captura de animais, atividades junto à comunidade, entre outros. Com 38 anos de atividades – completados em novembro do ano passado, a Sociedade Corpo de Bombeiros Voluntários de Ibirama é destaque pela prestação de serviços à comunidade de toda região.

 

A guarnição atua ainda em parceria com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e a Defesa Civil municipal. De acordo com o relatório, os números mantiveram a mesma proporção do ano passado. A prestação de contas é realizada todos os anos para que a corporação informe a sociedade Ibiramense acerca dos trabalhos efetuados.

 

Acidentes de trânsito e atendimentos clínicos lideram o raking de atendimentos. Foram 949 atendimentos clínicos, que chegam a incluir o transporte de pessoas para o hospital e 348 acidentes de trânsito.

 

Junto ao combate a um possível incêndio, os atendimentos mais comuns neste tipo de ocorrência são os serviços de primeiros socorros, resgate de vítimas presas às ferragens e limpeza e liberação da pista de rodagem. Na BR- 470, a área de cobertura vai do km-107 em Apiúna, ao km-129 em Lontras. Abaixo do km-107 os atendimentos são feitos pelos bombeiros de Ascurra e acima do km-129 as ocorrências são atendidas pelos Bombeiros Militares de Rio do Sul. Em 2016 foram contabilizadas 277 ocorrências do tipo nas estradas da região.

 

Além dos atendimentos na BR-470, as quedas de moto também reforçam as estatísticas, quase sempre causados pela imprudência e não cumprimento das regras de trânsito, como excesso de velocidade e ultrapassagens indevidas. A unidade é acionada quase todos os dias para ocorrências, o que acaba exigindo empenho especial dos integrantes e a mobilização de viaturas.

 

 

Fonte: Rede Vale Norte
Anuncie Aqui