Rui Car
29/08/2022 16h50

Como agia quadrilha que aplicava golpe do bilhete premiado em SC

Quadrilha foi alvo de operação nesta segunda-feira (29)

Assistência Familiar Alto Vale
Como agia quadrilha que aplicava golpe do bilhete premiado em SC Foto:Polícia Civil
Delta Ativa

O grupo do Paraná que aplicava o golpe do bilhete premiado em Santa Catarina chegou a roubar R$ 30 mil com uma das vítimas. A quadrilha foi alvo de operação nesta segunda-feira (29) que resultou na prisão de três suspeitos.

 

A investigação durou três meses e foi conduzida pela Polícia Civil de Joinville em parceria com agentes do Paraná. Além das prisões, cinco mandados de buscas e apreensão foram cumpridos na manhã desta segunda. Todos os mandados foram cumpridos no Paraná – em Curitiba e em São José dos Pinhais.

 

Conforme o delegado Rodrigo Gusso, responsável pelas investigações, a quadrilha tinha como vítimas prioritárias pessoas mais velhas e humildes. A abordagem ocorria geralmente na frente de bancos ou instituições financeiras. Pelo menos cinco pessoas agiam de forma direta durante a aplicação do golpe.

 

O grupo, ainda de acordo com a polícia, se dividia em diferentes funções durante a aplicação do golpe. Parte focava na vítima e outra em avisar sobre uma possível aproximação dos policiais.

 

 

Uma das ações dos estelionatários era o golpe do bilhete premiado. Neste caso, a vítima abordada se passava por pessoa humilde e dizia possuir um bilhete premiado. O suspeito pedia que a vítima transferisse valores para garantia para o recebimento de parte do prêmio.

 

 

Pelo menos uma vítima de Joinville foi identificada, mas a polícia acredita que o número é bem maior. O nome dos alvos da operação não foi divulgado.

 

Fonte:NSC
Anderle Telhas e Acessórios