Rui Car
21/09/2022 14h35

Governo do Estado recupera R$ 14,5 milhões referentes à compra de respiradores

Mais de R$ 12 milhões que faltavam já está disponível na conta da Secretaria de Saúde

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Axel Heimken / POOL AFP

Foto: Axel Heimken / POOL AFP

Delta Ativa

Os mais de R$ 12,2 milhões usados na operação de compra dos respiradores pulmonares que foram liberados pela Justiça no início do mês entraram na conta do Fundo Estadual de Saúde. A transferência foi efetuada na última sexta-feira e nesta segunda (19) foi possível verificar o valor no extrato bancário, o que significa que está disponível para uso.

 

O montante se soma a outros R$ R$ 2,2 milhões que foram transferidos no mês de agosto. Juntas, as duas operações bancárias representam a devolução de R$ 14,5 milhões do total de valores envolvidos na compra. O feito é parte do resultado do trabalho da Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC), que atua no caso desde 30 de abril de 2020 – menos de 24 horas depois de ter sido acionada pelo governador do Estado, Carlos Moisés.

 

O procurador-geral do Estado, Alisson de Bom de Souza, destaca que além destes R$ 14,5 milhões, há outros R$ 25 milhões que já estão bloqueados pela Justiça. “Isso é a garantia de retorno de todos os recursos na ação dos respiradores, e um resultado efetivo para Santa Catarina”.

 

Garantir que os catarinenses tenham seu dinheiro de volta é uma missão importantíssima que foi conferida à PGE e as duas liberações que ocorreram são a materialização deste esforço comemora o chefe da Procuradoria.

 

Busca pelos valores continua

 

Mesmo após a transferência de mais R$ 14,5 milhões aos cofres públicos, o trabalho pela recuperação do valor integral continua. Por conta da atuação do Governo do Estado via Procuradoria, a Justiça já determinou o bloqueio de imóveis, participações em empresas e dinheiro, além da indisponibilidade (restrição de transferência) de veículos que supera os R$ 38,1 milhões. Outros mais de R$ 10 milhões estão sendo cobrados judicialmente da empresa importadora.

 

O dinheiro disponibilizado será agora destinado para novos investimentos na área da saúde.

 

Fonte: Rede Catarinense de Notícias
Anderle Telhas e Acessórios