Rui Car
17/11/2022 19h04 - Atualizado em 18/11/2022 11h16

Justiça da Alemanha anula eleições de Berlim

Em virtude de uma série de falhas no processo eleitoral, haverá a realização de um novo pleito

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Ina Fassender

Foto: Ina Fassender

Delta Ativa

Tribunal Constitucional da Alemanha anulou, na última quarta-feira (16), as mais recentes eleições de Berlim, realizadas em 26 de setembro de 2021. Em virtude de uma série de falhas no processo eleitoral, haverá a realização de um novo pleito.

 

As eleições na Câmara dos Deputados e nas Assembleias Distritais são declaradas inválidas em toda a zona eleitoral”, anunciou Ludgera Selting, presidente da Corte, ao afirmar que houve “falhas sistemáticas na preparação das eleições”.

 

Novas eleições, com os mesmos candidatos, devem ser preparadas nos próximos 90 dias — provavelmente, em 12 de fevereiro. Atualmente, Berlim é comandada pela ex-ministra Franziska Giffey, que está à frente de uma coalizão formada por ambientalistas e extremistas de esquerda.

 

Os eleitores de Berlim foram chamados às urnas para eleger os deputados do Bundestag, formado por membros da Câmara dos Representantes e das Assembleias dos 12 distritos da cidade. Um referendo sobre a possível expropriação de grandes grupos imobiliários também está sendo realizado.

 

Berlim foi parcialmente paralisada em 26 de setembro por uma maratona que costuma reunir milhares de participantes. Muitos eleitores reclamaram que não puderam votar por causa desse problema. As diferentes votações também foram prejudicadas pela presença de cédulas erradas ou insuficientes.

 

Fonte: Revista Oeste
Anderle Telhas e Acessórios