Rui Car
08/11/2022 11h18

Mesmo com atraso, expectativa é de aumento na safra de cebola em Ituporanga

De acordo com o IBGE, existem 4.200 hectares da hortaliça plantados no município

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Delta Ativa

Sendo a maior região produtora de cebola em Santa Catarina, Ituporanga, que abastece cerca de 14% do mercado nacional, já percebe o atraso na safra da hortaliça em virtude dos dias mais frios nessa época do ano. Apesar disso a expectativa é de aumento na produtividade e uma cebola de excelente qualidade para venda.

 

De acordo com o engenheiro agrônomo, Acassio Clasen, da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Ituporanga, no estado as baixas temperaturas afetaram o desenvolvimento da planta que nessa fase final de desenvolvimento precisa de mais calor e luminosidade para bulbificação.

 

Ele explica que geralmente a colheita das variedades precoces inicia ainda em outubro, mas neste ano deve ter um atraso de aproximadamente 15 dias na maioria das lavouras. Já a colheita dos ciclos médios deve iniciar depois do dia 15 de novembro.

 

Apesar do atraso os produtos comemoram a qualidade da cebola que será colhida no município e a expectativa é de aumento da produtividade que passa de 28 a 30 toneladas para 30 a 35 toneladas em boa parte das lavouras ituporanguenses. No município, de acordo com o IBGE, são 4.200 hectares plantados de cebola.

 

O prefeito de Ituporanga Gervásio Maciel comenta que a produção de cebola movimenta a economia da cidade e que uma boa safra traz benefícios que vão muito além da agricultura. “Se a safra vai bem, o produtor de cebola acaba comprando mais no comércio, investindo em melhorias em sua propriedade, então movimenta diversos setores”, afirma.  

 

Fonte: Helena Marquardt / Prefeitura de Ituporanga
Anderle Telhas e Acessórios