Rui Car
31/08/2022 17h37

Pai que matou a filha de 5 anos asfixiada é condenado a 30 ano de prisão pelo Tribunal de Justiça

Ele disse que cometeu o crime porque não suportava o sofrimento da criança por causa da separação dos pais

Assistência Familiar Alto Vale
Pai que matou a filha de 5 anos asfixiada é condenado a 30 ano de prisão pelo Tribunal de Justiça Foto:Divulgação
Delta Ativa

Um homem que matou a própria filha, de apenas cinco anos de idade, asfixiada, foi condenado pelo Tribunal de Justiça a 30 anos de prisão, em Guaramirim, no Norte do Estado de Santa Catarina..

 

 Segundo os autos, ele teria usado uma camiseta para asfixiar Evelyn Vitória Modrok, em junho de 2021, no bairro Guamiranga. Em depoimento, ele alegou que não suportava o sofrimento da criança por causa da separação dos pais.

 

 

 A mãe da criança contou à polícia que pôs fim ao relacionamento de cerca de 7 anos após traições e abusos psicológicos por parte do pai da menina. Desde então, estava com um processo para formalizar a guarda compartilhada da menina. Eles teriam acordado uma guarda compartilhada, mas nos últimos dias antes do crime, o homem não estaria deixando a mãe ver a menina.

 

Cinco testemunhas de acusação e uma de defesa prestaram depoimentos durante o julgamento.

 

 

Logo após o interrogatório, o réu, que já está preso desde a época do crime, solicitou, por meio do advogado presente, a dispensa no transcorrer dos trabalhos.

Fonte:ClicRDC
Anderle Telhas e Acessórios