Rui Car
09/01/2023 11h12

Polícia Militar aguarda ordem para desmobilização de acampamentos em frente a quarteis do Exército em SC

Alexandre de Moraes determinou a desocupação das manifestações em todo o país em 24 horas, após as invasões ao Congresso Nacional e à sede do STF, em Brasília

Assistência Familiar Alto Vale
Manifestação em frente do Exército, no Estreito, em Florianópolis (Foto: Leo Munhoz / ND)

Manifestação em frente do Exército, no Estreito, em Florianópolis (Foto: Leo Munhoz / ND)

Delta Ativa

A Polícia Militar de Santa Catarina ainda aguarda ordem para desmonte de acampamentos em frente a quarteis do Exército pelo Estado. O Comando-Geral da PMSC deve se reunir nesta manhã com o governador do Estado para posteriormente emitir um posicionamento sobre as ações. Até o momento, a corporação atua no monitoramento dos locais ocupados.

 

Na madrugada desta segunda-feira (09), o ministro Alexandre de Moraes determinou a desocupação das manifestações em todo o país em 24 horas, após as invasões ao Congresso Nacional e à sede do STF, em Brasília, no domingo (08).

 

Em Florianópolis, policiais militares ainda não receberam ordens oficiais para desmobilizar o acampamento em frente ao 63º Batalhão de Infantaria, no bairro Estreito.

 

A PM de Itajaí informou que todo gerenciamento da atuação da corporação nas manifestações é realizado pelo Comando Geral, assim, só haverá ação da PM mediante ordem dos escalões superiores.

 

Acrescentou que, por ora, não recebeu nenhuma orientação quanto ao ponto fixo de manifestação em frente à Marinha. “Enquanto isso, neste momento estamos com a atenção voltada às rodovias, prestando o apoio necessário a PRF (Polícia Rodoviária Federal) para evitar novos bloqueios”, informou.

 

Em Joinville, a PM iniciou nesta manhã a desmobilização do acampamento em frente ao 62º Batalhão de Infantaria, na região central da cidade.

 

Desmonte em Brasília

 

A Polícia Militar do Distrito Federal chegou nesta segunda ao local onde manifestantes estão acampados do lado de fora do Quartel-General do Exército, em Brasília.

 

Policiais da tropa de choque, equipados com capacete e escudo, estavam no local juntamente com policiais a cavalo, enquanto manifestantes desmontavam barracas e deixavam o local com malas.

 

Fonte: ND+
Anuncie Aqui