Rui Car
08/09/2022 09h29

Rio do Sul inaugura primeira Escola Cívico-Militar do Alto Vale

Com capacidade para até 860 alunos, unidade no Bairro Progresso terá assessoria de profissionais das forças armadas da reserva

Assistência Familiar Alto Vale
Fotos: Divulgação / Prefeitura de Rio do Sul

Fotos: Divulgação / Prefeitura de Rio do Sul

Delta Ativa

A primeira Escola Cívico-Militar de Rio do Sul inicia oficialmente suas atividades nesta quinta-feira (08), com pelo menos 860 alunos matriculados. Com o espaço ampliado do Centro Educacional Roberto Machado, que praticamente triplicou a capacidade de atendimentos, a unidade educacional do bairro Progresso representará um incremento na educação dos alunos da rede municipal de ensino.

 

A obra e o programa foram entregues na noite de terça-feira (07) com grande festa da comunidade. O prefeito José Thomé, a vice Karla Bastos Miguel, o presidente da câmara de vereadores, Thyago Vieira Mello, o deputado estadual Milton Hobus e a secretária de educação, Janara Mafra e demais convidados, recepcionaram alunos tanto do Programa Escola Cívico-Militar (PECIM), pais, comunidade, além de ex-diretores e ex-alunos.

 

Com investimento de R$ 1,7 milhão, na obra de reforma e ampliação, a escola terá capacidade para cerca de 860 estudantes no ensino fundamental, tendo três blocos, contando com 14 salas de aula, sala de informática, sala dos professores e áreas recreativas.

 

Na Escola Cívico-Militar, a direção é assessorada por oficiais de gestão escolar e educacional para atuação na área educacional, administrativa e didático-pedagógica, além de uma equipe de subtenentes e sargentos das Forças Armadas, que atuam como monitores ligados às atividades de apoio à coordenação pedagógica e na área educacional.

 

Acredito que será uma grande revolução para o bairro e toda a comunidade beneficiada. Gostamos da ideia da Escola Cívico-Militar pois ela busca através de apoio de profissionais capacitados, influenciar questões disciplinares, educativos e de cidadania. Além disso, investimos na melhoria do ambiente escolar, modernizando-o e trazendo uma estrutura de qualidade para o ensino público municipal”, ressaltou o prefeito Thomé.

 

A secretária de Educação, Janara Mafra, explicou que a escola cívico-militar desenvolve atitudes crítico-reflexivas, o espírito investigativo, a criatividade, a curiosidade, a imaginação e a iniciativa, conduzindo o estudante a aprender e a buscar soluções para os problemas da vida cotidiana.

 

Queremos valorizar as manifestações artísticas, culturais e esportivas, não apenas como espectadores, mas também como participantes e disseminadores delas. Tudo isso, tornando fortes e corajosas as relações interpessoais, sempre baseadas em princípios éticos, democráticos, inclusivos e solidários, com atitudes, valores e hábitos saudáveis à vida em sociedade”.

 

 

Histórico da Escola Cívico-Militar Roberto Machado

 

Foi inaugurada em 29 de janeiro de 1961 pelo governador Heriberto Hülse, com o nome de Grupo Escolar Roberto Machado. Em 17 de janeiro de 1971, passou a se chamar Escola Básica Roberto Machado, sendo que mais tarde, com a aprovação dos cursos de 1º e 2º grau, denominou-se Colégio Estadual Roberto Machado.

 

Em 30 de abril de 1999, através do Decreto nº 183, o Colégio Estadual Roberto Machado foi municipalizado por meio de uma lei, passando a ser denominado Centro Educacional Roberto Machado. Pautada nos princípios da liberdade, do acesso ao conhecimento, da democracia e do respeito, a escola visa promover a aprendizagem de todos os seus educandos, assegurando-lhes uma trajetória de sucesso.

 

Em 2022, por meio do decreto nº 11.125, de 25 de agosto, fica alterada a denominação do Centro Educacional Roberto Machado para Escola Cívico-Militar Roberto Machado.

 

Foto: Divulgação / Prefeitura de Rio do Sul

 

Fonte: Clóvis Eduardo Cuco / Prefeitura de Rio do Sul
Anderle Telhas e Acessórios