Rui Car
22/11/2022 11h39

Animais ao centro: conheça 5 filmes em que os bichinhos são os protagonistas

Quando os animais tomam conta do filme, não há como esperar algo diferente de diversão

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: iStock / Divulgação / its Teens

Foto: iStock / Divulgação / its Teens

Delta Ativa

Dizem que o cachorro é o melhor amigo do homem e está sempre ao seu lado, como um fiel escudeiro. Nos filmes, muitas vezes é exatamente o contrário: o cão é o protagonista e o seu humano fica em segundo plano. O mesmo vale para gatos, ratos, pássaros e os mais diversos animais.

 

Não é apenas no filme “Dr. Dolittle” que eles ganham a própria voz e roubam a cena. Enquanto não descobrimos uma maneira de interpretar cada latido ou miado no mundo real, para finalmente entender com precisão o que os bichos querem dizer, o que nos resta é vê-los conversando na ficção, de forma realista, e estrelando seus próprios filmes.

 

É hora de maratonar essas produções literalmente animais!

 

“Garfield: O Filme” (2004)

 

O gato mais famoso dos quadrinhos, criado em 1978 por Jim Davis, teve duas aventuras nas telonas. Apaixonado por lasanha, esse felino preguiçoso foi criado totalmente por computador.

 

A decisão foi motivada pela grande quantidade de expressões e pela personalidade peculiar do personagem, algo que jamais seria possível obter de um gato de verdade.

 

O resultado ficou divertido e as caretas e falas do bichano foram bem fiéis ao seu perfil irônico e provocativo. Já seu colega canino, Odie, foi interpretado por um cachorro real.

 

“Força G” (2009)

 

Ninguém poderia imaginar que uma equipe de elite do FBI seria formada por porquinhos-da-índia. Mas é o que acontece neste filme da Disney, no qual um esquadrão de roedores especialmente treinados recebe a missão de evitar que um bilionário do mal tome conta do mundo.

 

O mais legal é vê-los trabalhando em equipe, com equipamentos de espionagem, superando obstáculos que apenas animais deste tamanho poderiam dar conta. E essa turma ainda recebe a ajuda de baratas, uma mosca, uma toupeira e um hamster!

 

“O Pequeno Stuart Little” (1999)

 

Um camundongo que aceita morar em uma casa dominada por um gato é certamente corajoso. Mas esse é o menor dos problemas de Stuart, que vê sua vida mudar completamente quando deixa o orfanato e é adotado pela família Little.

 

É aí que ele precisa encontrar um lugar neste lar enquanto se acostuma com o novo irmão e os desafios de ser tratado como gente. O filme é baseado no livro de E.B. White, publicado em 1945, e rendeu duas continuações, uma também em live action (com atores em carne e osso) e outra em animação.

 

No segundo filme, Stuart conhece a encantadora canário fêmea Margalo. Ela é salva do ataque de um falcão perigoso e forma uma grande dupla com o roedor.

 

“Como Cães e Gatos” (2001)

 

Aqui os animais não são criados por computador, mas é com a ajuda da tecnologia que eles aparecem conversando e agindo feito verdadeiros agentes secretos.

 

A espionagem vai além nesse filme, que coloca cães e gatos em lados opostos de uma guerra. Tudo começa quando um cientista tenta criar uma cura para a alergia de humanos a cães.

 

A trama envolve ainda um jovem beagle, que deseja se tornar espião, e um gato maligno, que busca dominar o mundo com um exército de felinos.

 

Bônus: um filme de animação

 

“Bolt: Supercão” (2008)

 

Se existe um cachorro perdido em relação à realidade, seu nome é Bolt. O pastor branco passou a vida toda trabalhando em um set de TV como protagonista do próprio seriado de ação. A questão é que ele sempre acreditou que as aventuras fossem reais e que ele possui, de fato, superpoderes.

 

Quando Bolt vai parar fora do estúdio, se depara com um mundo totalmente diferente e embarca em uma jornada com uma gata de rua, a Mittens, e com um hamster hilário, o Rhino. Na versão original, o cãozinho é dublado por John Travolta, e a colega de elenco e dona dele, Penny, tem a voz de Miley Cyrus.

 

Fonte: Gustavo Bruning / ND+
Anderle Telhas e Acessórios