Rui Car
05/09/2022 09h27

“Calhamaço” que pesa mais de dois quilos entra na lista de livros mais vendidos do Brasil

"O Caminho dos Reis", do autor Brandon Sanderson, tem mais de 1,2 mil páginas e era um dos livros mais aguardados pelos leitores brasileiros

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Editora Trama / Divulgação

Foto: Editora Trama / Divulgação

Delta Ativa

Uma das fantasias épicas mais aguardadas pelos leitores finalmente chegou ao Brasil. O “O Caminho dos Reis”, de Brandon Sanderson, foi publicado pela editora Trama no dia 20 de agosto e já entrou para a lista de mais vendidos.

 

A obra ocupa a quinta posição no ranking de ficção da Publish News, com 1.058 cópias vendidas entre 26 de agosto e 02 de setembro. O curioso é que o livro se saiu bem mesmo com um preço considerado elevado: R$ 144,00 o físico e R$ 119,00 o e-book na Amazon.

 

Aliás, as vendas em e-book provavelmente superaram as cópias físicas por um motivo de conforto. O famoso ‘tijolão’ pesa cerca de dois quilos, por conta das suas mais de 1,2 mil páginas.

 

“O Caminho dos Reis” é o primeiro volume da série “Os Relatos da Guerra das Tempestades”. O livro se passa em Roshar, um mundo amaldiçoado por grandes tempestades que deixam um rastro de destruição e pedras para trás.

 

Dessas pedras é extraída a “luz da tempestade”, uma magia utilizada pela nobreza. O ponto de partida da trama é o assassinato de um rei orquestrado pela tribo rival, o que dá início à uma guerra no mundo. A história acompanha vários cenários e protagonistas no futuro.

 

O quinto e último livro da série será publicado em 2023 nos Estados Unidos. Segundo a Publish News, a editora Trama já tem outros três volumes prontos para o lançamento no Brasil.

 

No exterior, a obra é aclamada pelos leitores. Mais de 390 mil usuários marcaram como lido no GoodReads e a nota ficou em 4.64, entre quase 27 mil avaliações.

 

 

Os leitores brasileiros também parecem estar aprovando a obra. Na rede social nacional Skoob, há mais de 140 pessoas lendo “O Caminho dos Reis” neste momento e outros 1,2 mil marcaram o título com “quero ler”.

 

Apesar dos elogios ao texto, os brasileiros não deixaram de criticar o preço alto do livro. Muitos relataram no Twitter que ainda aguardam promoções para poder ter acesso à fantasia.

 

 

O autor norte-americano Brandon Sanderson é sucesso de público e crítica. Ele escreveu a saga best-seller do New York Times “Mistborn”, que já foi publicada no Brasil, e também venceu um Prêmio Hugo, um dos mais importantes da literatura fantástica mundial.

 

Os livros ‘calhamaços’ que conquistaram os leitores

 

Esse não foi o primeiro ‘calhamaço’ que fez sucesso entre os leitores brasileiros. Um grande exemplo de autor que adora um livro grande é Stephen King. O best-seller “It – A Coisa”, por exemplo, tem 1.104 páginas, mas já foi lido por mais de 45 mil pessoas no Skoob.

 

Grandes clássicos da literatura também ultrapassam a marca de mil páginas. Considerado um dos melhores livros de todos os tempos, “Os Miseráveis”, de Victor Hugo, chega a ter 1,5 mil páginas, e foi até dividido em dois volumes por algumas editoras.

 

Livros clássicos, como "Os Miseráveis", geralmente ultrapassam mil páginas

“Os Miseráveis”, de Victor Hugo, impressiona pelo tamanho (e também pela história considerada uma das melhores da literatura mundial) – Foto: Editora Martin Claret / Divulgação

 

Na literatura russa são muitos os exemplos de ‘calhamaços’. “Guerra e Paz”, de Liev Tolstói, também tem 1,5 mil páginas. Já “Os irmãos Karamázov”, de Fiódor Dostoiévski, ultrapassa as 900 páginas.

 

O livro considerado o maior do mundo pelo Guinness Book, no entanto, passa longe das obras citadas acima. “Em Busca do Tempo Perdido”, de Marcel Proust, tem mais de 1,3 milhões de palavras e supera três mil páginas em algumas edições.

 

A obra-prima do autor francês acompanha a história da sua própria vida, explorando temas como a busca da verdade e a memória involuntária. Proust foi rejeitado por vários editores até conseguir lançar o livro em 1913. A primeira edição foi dividida em 13 volumes.

 

Fisicamente, entretanto, outro título ocupa o recorde do Guinness Book. É “Este o Profeta Maomé”, uma compilação de histórias que destacam as conquistas do profeta.

 

O livro pesa cerca de 1,5 mil quilos e tem cinco metros de altura por oito de largura. São 429 páginas, que foram confeccionadas por um grupo de mais de 50 pessoas.

 

Quando se trata do livro mais vendido de todos os tempos, a Bíblia Sagrada segue reinando absoluta.

 
Fonte: Pâmela Schreiner / ND+ / Rádio Educadora 90,3 FM
Anuncie Aqui