Rui Car
07/01/2022 14h40 - Atualizado em 07/01/2022 14h47

Reação faz Facebook restabelecer conta de editora conservadora excluída

Editora de livros infantis Heroes of Liberty havia sido proibida de anunciar no Facebook

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Thought Catalog / AP

Foto: Thought Catalog / AP

Delta Ativa

O Facebook restabeleceu uma conta associada à editora conservadora de livros infantis, Heroes of Liberty, após ter desativado os anúncios da editora infantil oferecendo livros biográficos sobre o ex-presidente Ronald Reagan, o economista Thomas Sowell e a juíza da Suprema Corte Amy Coney Barrett.

 

A plataforma alegou que os Heroes of Liberty violaram as regras do site contra “Conteúdo de Baixa Qualidade ou Disruptivo”. Quando questionado sobre a decisão, o Facebook comunicou que a decisão, que entrou em vigor em 23 de dezembro, era permanente.

 

Após uma revisão final desta conta de anúncio, confirmamos que ela não estava em conformidade com nossas Políticas de Publicidade ou outras normas. Você não pode mais anunciar com esta conta de anúncio e seus anúncios e ativos permanecerão desativados. Essa é nossa decisão final”, dizia o comunicado.

 

Bethany Mandel, editora do Heroes of Liberty, usou sua conta no Twitter para descrever a decisão do Facebook como “devastadora”, observando que a editora, lançada em meados de novembro, começou a investir no marketing do Facebook quatro meses antes.

 

De acordo com a CBN News, aproximadamente uma hora depois do tweet, Andy Stone, diretor de comunicação política da empresa-mãe do Facebook, Meta, respondeu, alegando que a proibição de Heroes of Liberty foi um erro.

 

Isso não deveria ter acontecido. Foi um erro e a conta de anúncios foi restaurada”, escreveu ele.

 

Segundo Mandel, ela nunca recebeu qualquer explicação do Facebook sobre como as promoções dos Heroes of Liberty nunca foram violando as políticas da plataforma.

 

Fonte: Gospel Prime
Anderle Telhas e Acessórios