Rui Car
15/08/2022 11h12

Chapecoense segura o líder Cruzeiro e traz um ponto para casa na Série B

Chape volta com ponto importante de Brasília (DF) na luta contra o rebaixamento na Segundona

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Staff Images / Cruzeiro

Foto: Staff Images / Cruzeiro

Delta Ativa

O Cruzeiro não conseguiu fazer valer seu favoritismo absoluto frente à Chapecoense. Na tarde de sábado (13), as equipes se enfrentaram no Mané Garrincha, pela 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O jogo terminou em empate por 1 a 1.

 

Mesmo com o tropeço, a Raposa segue líder isolada da classificação. No momento, o time de Paulo Pezzolano tem 53 pontos somados, 10 a mais que o Bahia, vice-líder.

 

Já a situação da Chape é completamente diferente. Lutando para se distanciar do Z4, o clube tem 26 pontos, no 15º lugar. O CSA, primeira equipe na degola, tem três a menos.

 

Agora, os times já focam em seus próximos compromissos pela Série B do Brasileirão. No próximo domingo, o Cruzeiro terá parada dura frente ao Grêmio, em Porto Alegre, às 16h (de Brasília). Enquanto isso, a Chapecoense encara, no sábado, o Brusque, na Arena Condá, às 16h30.

 

O jogo

 

Jogando para sua torcida em Brasília, o Cruzeiro fez um bom primeiro tempo. O time tinha mais a bola, criava mais chances, mostrava um volume muito maior de jogo. Além disso, não sofria grandes sustos na defesa.

 

Porém, o futebol nem sempre é lógico. Por mais que estivesse pior no jogo, foi a Chapecoense quem conseguiu abrir o placar. Logo aos 5 minutos de bola rolando na primeira etapa, Felipe Ferreira dominou pelo lado direito, foi carregando para o meio e bateu no contrapé de Rafael, que não conseguiu defender.

 

Esta foi a única vez em que a rede balançou no primeiro tempo. Na etapa final, porém, o Cruzeiro continuou melhor no jogo e fez valer sua superioridade. Aos três minutos, Chay cobrou escanteio pelo lado direito, na cabeça de Oliveira, que testou bem para deixar tudo igual no placar.

 

Enquanto o Cruzeiro mantinha alto seu volume de jogo, a Chapecoense se defendia e apostava em contra-ataques. O principal nome ofensivo da equipe visitante no segundo tempo foi Matheus Bianqui, que deu dores de cabeça para o goleiro Rafael com finalizações perigosas.

 

O Cruzeiro continuava tentando e chegou a balançar as redes já nos minutos finais, mas a arbitragem viu toque de mão do ataque e invalidou o lance. Assim, o placar ficou mesmo no 1 a 1.

 

FICHA TÉCNICA

 

CRUZEIRO 1 X 1 CHAPECOENSE

 

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)

Data: 13 de agosto de 2022 (Sábado)

Horário: 16h30(de Brasília)

 

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (Fifa-SP)

Assistentes: Lucas Costa Modesto (DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (Fifa-DF)

VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)

Cartões amarelos:  Saulo, Léo e Pablo Oliveira (Chapecoense)

 

Gols:

Cruzeiro: Oliveira (3′ do 2T)

Chapecoense: Felipe Ferreira (5′ do 1T)

 

CRUZEIRO: Rafael Cabral; Zé Ivaldo, Lucas Oliveira e Eduardo Brock; Filipe Machado, Neto Moura (Rodolfo), Daniel Jr (Rafa Silva), Chay (Willian Oliveira) e Matheus Bidu (Wesley Gasolina); Bruno Rodrigues e Luvannor (Edu). Técnico: Paulo Pezzolano

 

CHAPECOENSE: Saulo; Ronei, Léo, Chandão e Fernando; Pablo Oliveira (Marcelo Freitas), Matheus Bianqui, Darlan (Frazan), Felipe Ferreira (Thomás) e Alisson (Kevin); Willian Popp (Chrystian). Técnico: Marcelo Cabo

 
 
Fonte: Gazeta Esportiva / Via: ND+
Anderle Telhas e Acessórios