Rui Car
09/05/2023 09h34 - Atualizado em 09/05/2023 11h04

Figueirense bate o Paysandu no Scarpelli e conquista 1ª vitória na Série C

Com o resultado, Alvinegro chega aos quatro pontos e sobe na tabela, enquanto o Papão "estaciona" nos três

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Patrick Floriani / Figueirense

Foto: Patrick Floriani / Figueirense

Delta Ativa

Com gols de Bruno General e Guilherme Pato, o Figueirense venceu o Paysandu por 2 a 0 na noite desta segunda-feira (8) pela segunda rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

 

Foi o primeiro jogo do clube catarinense na competição jogando diante do seu torcedor. Esse, que por sua vez, foi um capítulo extra na partida: mais de 7 mil pessoas foram ao Orlando Scarpelli na noite desta segunda-feira (8).

 

A partida foi bastante faltosa, com 10 cartões amarelos e outras duas expulsões, ambas da equipe visitante.

 

O jogo

 

No duelo pessoal entre os goleiros das duas equipes no primeiro tempo, foi Wilson quem levou a melhor. O arqueiro do Figueirense precisou intervir de maneira decisiva em ao menos quatro ocasiões, sendo duas delas defesas de maior grau de dificuldade.

 

Por outro lado, o goleirão Thiago Coelho, do Papão, falhou no gol de Bruno General, que levou o Figueirense para o vestiário em vantagem na reta final da primeira etapa.

 

Aos 42 minutos, Cesinha puxou contra-ataque, tocou para Gustavo França, o atacante finalizou fraco, Thiago acabou dando rebote e o camisa 9 alvinegro não perdoou.

 

O gol acabou sendo um alento para o Furacão após uma primeira etapa onde o Paysandu teve as melhores oportunidades. Com o time na frente, a atmosfera do bom público no estádio Orlando Scarpelli ficou ainda mais “quente”.

 

Polêmica da primeira etapa

 

O Paysandu saiu na bronca com o árbitro Emerson Ricardo de Almeida Andrade. A equipe reclamou de um possível pênalti em cima de Igor Fernandes, onde a arbitragem apenas mandou o jogo seguir.

 

No intervalo, o meia Kelvi, que estava no banco de reservas, acabou expulso por reclamação.

 

Segundo tempo

 

A situação ficou mais confortável para o Figueirense logo no início do segundo tempo após Iacy Maranhão ser expulso por uma falta em Andrew, que sairia na cara do goleiro.

 

Quase no lance seguinte, Bruno General se aproveitou de bobeada na saída de bola do Papão, porém, cara a cara com Thiago Coelho, finalizou em cima do goleiro rival.

 

O Furacão seguiu pressionando e quase ampliou com Gustavo França. Mas a finalização do camisa 11, da entrada da área, parou na trave.

 

Com o passar do tempo e após as substituições, o ritmo da partida acabou caindo. Apesar de o Paysandu pouco ameaçar o gol de Wilson, o placar apertado deixava o torcedor apreensivo.

 

O único “susto” para o torcedor alvinegro foi aos 41 minutos. Luis Phelipe foi derrubado na entrada da área em falta quase frontal. Na cobrança, Wilson defendeu a finalização de João Vieira.

 

Alívio no fim

 

Para “aliviar” os corações alvinegros, Guilherme Pato, em bela finalização de fora da área, fez o segundo do Figueirense aos 50′ do segundo tempo para matar o jogo. A bola ainda “beijou” a trave antes de entrar.

 

Próxima parada

 

O Figueirense volta a campo no sábado (13), quando visita o Confiança-SE. Já o Papão entra em campo na quinta-feira (11), quando enfrenta o Ypiranga-RS, fora de casa.

 

FICHA TÉCNICA:

 

Figueirense 2×0 Paysandu – 2ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro

 

FIGUEIRENSE: Wilson; Elias, Otávio Gut, Maurício e William Matheus; Robson Alemão (Uesley Gaúcho), Gledson (Peixoto) e Cesinha (Léo Artur); Andrew, Bruno General (Gabriel Conceição) e Gustavo França (Guilherme Pato). Técnico: Roberto Fonseca.

 

PAYSANDU: Thiago Coelho; Edilson, Genilson, Filemon e Igor Fernandes; Iacy Maranhão, Arthur (Juninho), Geovane (Luis Phelipe), Bruno Alves (Leandrinho) e Vinicius Leite (João Vieira); Mário Sérgio. Técnico: Marquinhos Santos

 

Gols: Bruno General (FIG/42’1T) e Guilherme Pato (FIG/50’2T)

 

Cartões amarelos: Robson Alemão (FIG), Elias (FIG), Andrew (FIG), Uesley Gaúcho (FIG), Guilherme Pato (FIG); Vinicius Leite (PAY), Mário Sérgio (PAY), Geovane (PAY), Bruno Alves (PAY), Luis Phelipe (PAY)

 

Cartões vermelhos: Kelvi (PAY) e Iacy Maranhão (PAY)

 

Público e renda: 7.814 torcedores para uma renda de R$ 127.824

 

Local: estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis

 

 
Fonte: Ian Sell / ND+
Anuncie Aqui