13/01/2022 14h44

Seleção brasileira: Tite exclui jogador que não tomou vacina contra Covid

Treinador destacou que "a vacinação é uma responsabilidade social"

PUBLICIDADE
Assistência Familiar Alto Vale
Convocação de Tite nesta sexta-feira teve novidades (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

Convocação de Tite nesta sexta-feira teve novidades (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

PUBLICIDADE
Delta Ativa

Nesta quinta-feira (13) o técnico da seleção brasileira, Tite, divulgou a lista de convocados da seleção brasileira para jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 e desconsiderou o lateral-esquerdo Renan Lodi, do Atlético de Madri (ESP), por não ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19.

 

Segundo o técnico Tite, o jogador perdeu qualquer chance de compor o grupo neste momento, e destacou que a vacinação é uma responsabilidade social.

 

O que posso antecipar é que Renan Lodi foi alijado da possibilidade de convocação em função de sua não vacinação. Essa informação nos foi passada, então ele perdeu a possibilidade de concorrer em função de não ter se vacinado”, esclareceu Tite em entrevista coletiva.

 

O jogador de 23 anos, tomou a primeira dose da vacina, apenas no último dia 10 de janeiro, segundo o coordenador de seleções, Juninho Paulista, por isso não conseguiria completar o esquema vacinal e participar das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

 

Foram chamados para a Seleção nos jogos contra Equador, em Quito, dia 27 de janeiro, e Paraguai, dia 1º de fevereiro, em Belo Horizonte, serão os laterais Alex Sandro, da Juventus (ITA), e Alex Telles, do Manchester United (ING).

 

Renan Lodi perdeu vaga para jogar partidas das eliminatórias pela seleção brasileira

Renan Lodi perdeu vaga para jogar partidas das Eliminatórias pela seleção brasileira (Foto: Internet / Reprodução)

Na coletiva Tite também criticou a postura da seleção argentina, que desrespeitou uma série de medidas sanitárias impostas pela Anvisa em sua vinda ao Brasil. Ele também reforçou que Lodi não poderia entrar no Equador, país onde o Brasil jogará contra a seleção local, motivo principal por não chamar o atleta.

 

Nós respeitamos a lei desse país [o Equador], diferente de quando a Argentina veio pra cá e entrou com atletas sem a devida autorização e, em termos legais, o Brasil entrou em campo, jogamos. Na parte esportiva fizemos nossa parte, o Brasil, com suas instituições, fez a parte dele. Ninguém vem aqui fazer o que quer, entrar ignorando situações clinicas médicas”, completou o técnico.

 

O Renan Lodi não poderia entrar no Equador e aqui no Brasil também há restrições”, completou o coordenador da seleção Juninho Paulista.

 

César Sampaio, auxiliar fixo da comissão técnica disse que a seleção brasileira não exigirá a vacinação de nenhum dos atletas. “A seleção não obriga atletas a se vacinarem, nós respeitamos -as decisões individuais-, temos a nossa opinião, mas não obrigamos nenhum atleta a se vacinar”, finalizou.

 

Confira a lista de convocados para a seleção brasileira:

 

Alisson (Liverpool)

Ederson (Manchester City)

Weverton (Palmeiras)

Emerson (Tottenham)

Dani Alves (Barcelona)

Alex Sandro (Juventus)

Alex Telles (Manchester United)

Éder Militão (Real Madrid)

Gabriel Magalhães (Arsenal)

Marquinhos (PSG)

Thiago Silva (Chelsea)

Bruno Guimarães (Lyon)

Casemiro (Real Madrid)

Fabinho (Liverpool)

Fred (Manchester United)

Gerson (Marselha)

Everton Ribeiro (Flamengo)

Lucas Paquetá (Lyon)

Philippe Coutinho (Aston Villa)

Antony (Ajax)

Gabriel Barbosa (Flamengo)

Gabriel Jesus (Manchester City)

Matheus Cunha (Atlético de Madri)

Raphinha (Leeds)

Rodrygo (Real Madrid)

Vinícius Jr. (Real Madrid)

 

A equipe de Tite já é líder invicta e classificada, com 35 pontos em 13 jogos no torneio. A Argentina vem logo atrás, com 29 pontos. Os quatro primeiros colocados ao final dos 18 confrontos se classificam diretamente para a Copa do Mundo.

 

Confira a coletiva completa:

 

 

Fonte: ND+
PUBLICIDADE
Anderle Telhas e Acessórios