Rui Car
22/11/2022 14h32

VÍDEO: Vereador catarinense desafia empresários a colocar placa no comércio: “Eu votei no PT”

Discurso ocorreu no início deste mês e viralizou nas redes sociais

Assistência Familiar Alto Vale
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Delta Ativa

O vereador de Chapecó, Neuri Mantelli (PL), sugeriu na tribuna que os empresários da cidade que votaram em Luiz Inácio Lula da Silva (PT) instalem em seu comércio uma placa revelando seu apoio ao presidente eleito.

 

Os empresários que apoiaram o PT em Chapecó coloquem uma plaquinha na porta: ‘eu apoiei o PT’. Eu lhe dou três meses para fechar o comércio. Mas nós bolsonaristas não, nós batemos no peito, vamos e apoiamos o Bolsonaro”, disse Mantelli.

 

E continuou: “Só que a esquerda se esconde, não tem coragem de colocar a plaquinha que apoiou o Lula. Algumas empresas aqui apoiaram, aí veio a choradeira: ‘porque a minha mulher, eu não posso segurar a minha mulher, ela é do PT’. Se o cara não manda em casa, vai mandar no comércio? Tem que assumir que é petista, bota a placa ‘eu sou petista’, sabe porque não colocam, porque são covardes, são frouxos, e nós bolsonaristas somos de coragem”, completou Mantelli.

 

A fala, que ocorreu na sessão ordinária do dia 9 de novembro, era uma resposta ao vereador Cleber Ceccon (PT) que usou a tribuna livre para fazer críticas aos manifestantes que trancaram rodovias logo após os resultados do segundo turno das eleições que terminou com a derrota de Jair Bolsonaro (PL) e vitória de Lula.

 

Em um trecho do pronunciamento na sessão, Ceccon disse: “Quero parafrasear o presidente da República: chega de frescura, de mimimi. Vão ficar chorando até quando na frente do Batalhão? (…) Quem trancou os trevos? os que perderam e não respeitam a democracia. Quem ganhou até ontem nas urnas eletrônicas e agora quer dar o golpe”.

 

Ao longo de 10 minutos, os vereadores trocaram xingamentos e críticas, especialmente sobre o processo eleitoral. O vídeo, que está disponível no canal da Câmara de Vereadores de Chapecó, viralizou nas redes sociais.

 

Assista abaixo o discurso completo:

 

 

Votos em Chapecó

 

Considerando somente os votos na cidade, Jair Bolsonaro, do PL, liderou com 62,85% dos votos válidos com 100,00% das urnas apuradas na disputa pela Presidência da República nas Eleições 2022.

 

Jair Bolsonaro (PL) – 81.666 votos – 62,85%

Lula (PT) – 48.271 votos – 37,15%

 

3.408 eleitores votaram branco ou anularam o voto, enquanto 26.855 eleitores da cidade não compareceram às urnas. A soma de nulos, brancos e abstenções representa 18,89% do total de eleitores do município.

 

Rio Grande do Sul

 

Em Casca, no interior do Rio Grande do Sul, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro estão defendendo que empresários que tenham supostamente votado em Luiz Inácio Lula da Silva identifiquem seus estabelecimentos com estrelas vermelhas nas fachadas.

 

A ideia remete ao boicote a estabelecimentos de judeus, promovido pelo nazismo na Alemanha e está sendo difundida nas redes sociais e grupos de WhatsApp. Além de um modelo de estrela com a sigla do PT, estão sendo repassadas na cidade listas com os nomes dos empresários que, no entendimento dos bolsonaristas, teriam votado no ex-presidente.

 

Além de identificar as lojas de supostos eleitores do PT, apoiadores de Bolsonaro pedem que a população compre apenas em locais que “pensem como você”. O caso chegou ao Ministério Público do Rio Grande do Sul, que está analisando a denúncia na promotoria eleitoral.

 

Casca fica a 227 quilômetros da capital Porto Alegre. O presidente Jair Bolsonaro (PL) teve na cidade 72,28% dos 6.305 votos válidos no segundo turno.

 

 

Fonte: ND+
Anderle Telhas e Acessórios